03/04/2013 às 13h06min - Atualizada em 03/04/2013 às 13h06min

Márcio Pandolf assume vaga de Zeca Viana na Assembleia Legislativa

Olhar Direto
Olhar Direto

O secretário de Saúde de Lucas do Rio Verde, Márcio Pandoff (PDT), assume hoje a vaga do deputado estadual na Assembeia Legislativa de Mato Grosso (AL-MT) de Zeca Viana (PDT), que está de licença para tratar de assuntos pessoais. Pandoff se tornou o primeiro suplente da coligação PSB/PDT com a posse de Pedro Satélite no lugar de Percival Muniz. A posse do suplente foi confirmada pelo pedetista Viana que adiantou que deve ficar ausente por sessenta dos 120 dias solicitados. "Eu devo ficar somente dois meses fora da Assembléia”, adiantou.

Sobre a possibilidade de haver um rodízio entre Pandoff e o segundo suplente Cândido Teles (PSB), Viana disse que não tem conhecimento desse assunto, mas seria interessante também prestigiar o barra-garcense. O pedetista disse que vai avaliar a possibilidade de estender a licença de sessenta para noventa dias e com isso pretende conversar com Pandolf no sentido dele ceder trinta dias para Teles.

O social barra-garcense que é advogado esteve semana passada em Cuiabá porém alega que não teve tempo de tratar esse assunto com as lideranças do seu partido, e que não está forçando nenhuma situação de assumir a vaga de deputado. Teles preferiu não comentar se existe algum empecilho de alguém do PSB contra o nome dele.

Na eleição de 2010, Teles chegou a fazer dobradinha com Welinton Fagundes (PR) por pedido do ex-prefeito Wanderlei Farias (PR) fato que teria desagrado o deputado federal Valtenir Pereira. Porém, segundo Teles, esse assunto já teria sido susperado inclusive com apoio do suplente de deputado federal Eduardo Moura (PPS).

Hoje a região de Barra do Garças tem somente um deputado na Assembléia Legislativa, Adalto de Freitas (PMDB), que ocupa a vaga de Teté Bezerra que é secretária de Turismo de Mato Grosso. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%