02/04/2013 às 13h01min - Atualizada em 02/04/2013 às 13h01min

Marido de juíza sofre a segunda tentativa de homicídio em menos de seis meses

Olhar Direto
Ilustrativa

Antenor Alberto de Matos Salomão, marido da juíza Maria das Graças Gomes da Costa, da 6ª Vara Cívil de Rondonópolis, sofreu ontem (01º-04) a segunda tentativa de homicídio em menos de seis meses. O primeiro caso aconteceu em 31 de outubro de 2012 próximo a um posto de gasolina, ao lado do shopping da cidade.

Segundo informações repassadas a reportagem do site Olhar Direto pelo capitão da Polícia Militar Josadack Teixeira, a vitima estaria chegando em casa de carro, na região do bairro Cidade Alta, por volta das 19 horas, juntamente com a esposa, quando um homem chegou atirando em direção a Antenor.

A juíza Maria das Graças estava armada e atirou em direção ao agressor que fugiu.

A Polícia Militar recebeu uma informação que um homem deu entrada em um hospital na cidade de Guiratinga (cerca de 100 quilômetros de Rondonópolis) com ferimentos de arma de fogo na perna. Uma guarnição chefiada pelo capitão Josadack se deslocou até a cidade vizinha e prendeu o suspeito Rogério Costa de Moraes (25). A PM prendeu também Leandro Pereira (33), Josué Santana de Souza (25) e Quésia Aparecida da Silva (37).

O caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa do Centro Integrado de Segurança e Cidadania de Rondonópolis.

Vítima Ficha Suja - Salomão cumpre pena em regime aberto devido uma condenação por crime de estupro ocorrido em São Paulo-SP no ano de 2002. Ele mora em Rondonópolis e é casado com a juíza da 6ª Vara Cívil Maria das Graças Gomes da Costa.

Em 2009, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Mato Grosso, Francisco Faiad, pediu ao corregedor-geral do Tribunal de Justiça, desembargador Manoel Ornellas de Almeida, o afastamento urgente da juíza Maria das Graças Gomes da Costa, que trabalhava em Sinop, por conta da conduta do companheiro.

Segundo o presidente, a situação promovia constrangimento a advogados, partes em processo e até mesmo a funcionários. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%