24/03/2018 às 14h38min - Atualizada em 24/03/2018 às 14h38min

Irmãos são presos após chicotear e torturar servente que pegou 8 ovos de uma fazenda

A tortura foi gravada em vídeo para servir de exemplo para os demais funcionários da fazenda. Os irmãos agressores são investigados por tráfico e foram presos nesta semana em Minas Gerais.

Araguaia Notícia
Decidimos não colocar o vídeo que é muito forte. Uma cena chocante e reprovável
Na manhã segunda-feira (19/3), a Polícia Civil deflagrou a operação ‘Al Capone’ na cidade de São Sebastião do Maranhão, no Vale do Rio Doce no estado de Minas Gerais, para o cumprimento de mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva para apurar um caso de tortura de homem que furtou oito ovos de galinha. A cena foi gravada pelos autores da agressão e utilizada para alertar os demais funcionários de uma fazenda sobre o que poderia acontecer com quem insistisse em roubar os proprietários. 

A operação foi articulada após seis meses de investigação sobre um crime supostamente praticado por dois irmãos, de 38 e 35 anos, que são investigados por possível envolvimento com tráfico. E um rapaz, de 23, também teria participado das agressões contra a vítima, gravando o vídeo. A torltura aconteceu em setembro de 2017.


Na época, o homem torturado trabalhava em uma construção na fazenda de propriedade de um dos irmãos, o qual tomou conhecimento de que ele havia furtado de sua propriedade oito ovos de galinha. Os irmãos então teriam torturado a vítima, desferindo contra ela chicotadas na região do rosto, das costas e nos membros inferiores, além de golpes de turquesa.
 
Toda ação criminosa foi registrado por vídeo que, segundo as investigações, foi gravado e divulgado nas redes sociais com o intuito de utilizar tal fato como exemplo do que poderia acontecer com os desafetos dos irmãos. Tomado conhecimento dos fatos, a polícia iniciou as investigações e apurou que os irmãos que teriam cometido a tortura são também suspeitos da prática de tráfico de drogas.

Ao fim da apuração, o delegado responsável pela Delegacia em Santa Maria do Suaçuí, Rodrigo Antunes, representou por mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva em desfavor dos suspeitos pela prática do crime de tortura, além do rapaz de 23 anos pelo envolvimento no crime.

O site Araguaia Notícia optou em não divulgar o vídeo por causa das imagens fortes e lamentáveis. 
Notícias Relacionadas »
Comentários »