19/03/2018 às 12h51min - Atualizada em 19/03/2018 às 12h51min

'Desespero', diz irmã de advogada que morreu após passar mal em corrida de rua em Cuiabá

Denise Bertoncello participou da corrida com a irmã, Taíse Bertoncello, de 24 anos, que teve um mal súbito e morreu. Um laudo com a causa da morte ainda deve ser emitido.

G1 MT
Araguaia Notícia
A irmã da advogada Taíse Bertoncello, de 24 anos, que morreu após passar mal numa corrida de rua, em Cuiabá, no sábado (17), Denise Bertoncello, participou da prova e correu com a irmã. Segundo Denise, as duas iniciaram a prova juntas, mas Taíse acelerou o ritmo e se distanciou dela.

“Ouviu meu nome e comecei a correr para ver o que era. Quando cheguei na ambulância, ela já estava desacordada. Foi desesperador”, contou Denise.

Denise e Taíse participaram da corrida noturna, que tinha um total percurso de 7 km e era realizada nas imediações do Parque das Águas.

Taíse estava próxima do final da corrida, quando passou mal e caiu no chão. O incidente ocorreu a 2 km da chegada.

Taíse foi socorrida após passar mal e cair durante corrida (Foto: Arquivo Pessoal)

Taíse foi socorrida após passar mal e cair durante corrida (Foto: Arquivo Pessoal)


A suspeita é que a advogada tenha sofrido uma parada cardíaca. O laudo preliminar apontou a causa da morte como indeterminada. O documento com o motivo oficial ainda deve ser elaborado.

Segundo a irmã, Taíse não tinha problemas de saúde e praticava esporte com frequência. "Ela não tinha nenhum problema aparente. Sempre praticou esporte, gostava de correr", disse.

De acordo os organizadores da prova, a jovem foi atendida por uma equipe de socorro e levada para UPA Morada do Ouro. Taíse, porém, chegou na unidade sem vida.

Taíse era advogada e servidora da prefeitura de Cuiabá (Foto: Arquivo Pessoal)

Taíse era advogada e servidora da prefeitura de Cuiabá (Foto: Arquivo Pessoal)


Taíse era servidora da Prefeitura de Cuiabá e integrava um time feminino formado por outras advogadas. Em nota, a prefeitura lamentou a morte da servidora.

O corpo da jovem é velado em Juara, a 690 km de Cuiabá, onde a família dela mora.
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »