15/03/2018 às 16h13min - Atualizada em 15/03/2018 às 16h13min

Primeiro envolvido no latrocínio de cabeleireiro foi preso em Barra do Garças

Essa primeira prisão foi realizada pela Polícia Civil de Barra do Garças. Mais dois acusados de envolvimento no crime foram presos em Espigão do Leste (São Felix do Araguaia) pela PM

Assessoria / PJC - MT
Araguaia Notícia
Uma ação conjunta da 1ª Delegacia de Polícia e Grupo Armado de Resposta Rápida (GARRA), unidades da Polícia Judiciária Civil de Barra do Garças (509 km a Leste), prendeu  os autores do latrocínio que vitimou o proprietário de um salão de beleza, na madrugada de quarta-feira (14). Outros dois suspeitos foram presos nesta quinta-feira (15) por policiais militares, em Espigão do Leste.  O crime aconteceu em uma residência no bairro Vila Maria. A vítima (Adão Glebes Silva, 44) foi encontrada degolada e seu carro (um veículo Celta, cor prata) foi subtraído do local.

As diligências policiais iniciaram rapidamente logo após a comunicação do crime, objetivando chegar à autoria do delito. Inicialmente, a motivação passional chegou a ser avaliada após oitiva de familiares da vítima, que relatavam ameaças do ex-namorado. Segundo o delegado da Polícia Civil Joaquim Leitão Junior, no atual momento investigativo, ganha força a hipótese de roubo seguido de morte (latrocínio consumado).

Um dos criminosos, Divino Andrade da Silva,34, foi preso pela Polícia Civil em Barra do Garças, poucas horas após o crime. Ele teria ajuda a dar fuga aos comparsas envolvidos na morte do cabeleireiro. A Polícia Civil também identificou os outros envolvidos na ação. São eles Pedro Gabriel de Alencar (Dentinho),  David Feitosa de Lima. (Namorado da vítima) e Renato Lopes Alencar.

Na manhã desta quinta-feira (15), eles foram presos pela Polícia Militar, no Distrito de Espigão Do Leste (próximo a São Félix do Araguaia). Um dos presos é o namorado da vítima e apontado como integrante de uma organização criminosa.

Os suspeito utilizaram na fuga o carro roubado da vítima. A lavratura da prisão flagrancial dos investigados será realizada pela Delegacia de Polícia de São Félix do Araguaia, que na sequência encaminhará o procedimento à Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF) de Barra do Garças, para continuidade e finalização procedimental.

O caso segue em investigação pela Polícia Judiciária Civil de Barra do Garças.
Notícias Relacionadas »
Comentários »