05/03/2018 às 23h55min - Atualizada em 05/03/2018 às 23h55min

Anel viário de Barra do Garças já custou 40 milhões e ficará pronto até o final do ano; veja vídeo da obra

Serviço de drenagem na avenida Amazonas (Nova Barra) foi inserido na obra do anel viário pelo DNIT atendendo pedido do prefeito de Barra do Garças Roberto Farias

Ronaldo Couto
Araguaia Notícia


A obra mais importante dos últimos 25 anos em Barra do Garças finalmente está saindo do papel e se tornando uma realidade o contorno viário ou simplesmente anel viário de Barra do Garças cujo empreendimento já recebeu R$ 40 milhões dos 65,1 milhões que estão previsto no programa Avançar dentro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal.

A atual fase da obra teve início no dia 1 de junho de 2017 e o término está previsto para 10 de julho de 2019 com o contrato 00 00195/2017 cuja execução compete à empreiteira  Sanches Tripoloni Ltda que está usando tecnologia internacional na construção das pontes.

Os números e a evolução da obra foram apresentados na noite de segunda-feira (5/3) durante audiência pública no anfiteatro da prefeitura de Barra do Garças com a participação do prefeito barra-garcense Roberto Farias;  os senadores Welington Fagundes e José Medeiros e o deputado estadual Baiano Filho e diversos prefeitos e vereadores da região.

O relatório sobre a obra foi apresentado pelo diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) Valter Casemiro juntamente com os superintendentes do DNIT de Mato Grosso e de Goiás. Casemiro aproveitou a audiência em Barra do Garças e confirmou que o pleito do prefeito Roberto Farias sobre a obra de drenagem na avenida Amazonas foi incluída dentro da obra do anel viário com investimento de R$ 2 milhões. “Essa avenida Amazonas passa pelo anel viário e precisamos dar encaminhamento correto para água que se acumula neste trecho e por isso vamos atender o pedido do prefeito Beto”, completou.

Beto lembrou que o pleito do anel viário começou com Wilmar Peres no década de 90 e se tornou realidade graças ao empenho do senador Welington Fagundes. “Senador o senhor é o pai e a mãe desta obra indiscutivelmente já foi criticado e muito elogiado pelo seu empenho e agora estamos vivendo esse momento extraordinário para nossa região”, completou Beto.

No relatório apresentado pelo DNIT foi lembrado a primeira tentativa de convenio para se fazer o anel viário foi em 2003 mas fracassou em 2005. Houve outra tentativa em 2011 com a Sinfra todavia parou na burocracia para conseguir as licenças ambientais em 2017. A partir de junho de 2017, a obra do anel viário passou a ser de responsabilidade do DNIT sendo inserida no PAC e no programa Avançar.

A ponte do rio Garças está praticamente pronta e será entregue oficialmente em maio com 168 metros de comprimento e a ponte sobre o rio Araguaia de 240 metros ficará pronta em julho. Acompanhe um vídeo produzido pelo DNIT que mostra a evolução da obra do anel viário de Barra do Garças.
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »