28/02/2018 às 11h42min - Atualizada em 28/02/2018 às 11h42min

Polícia Civil prende autor de homicídio ocorrido em 2015

Tribuna Piranhense
Araguaia Notícia
Autor de um dos crimes de maior repercussão no município de Piranhas nos últimos anos, Valdivino Altair Valério da Silva, conhecido como Taidinho, de 47 anos, foi preso pela Polícia Civil (PC) durante o final da tarde desta segunda-feira (26). O homem é apontado como o responsável pela morte de Vanusa Ferraz da Silva, sua ex-companheira, que morreu após levar dois tiros em setembro de 2015, enquanto participava de uma confraternização com familiares às margens do trecho urbano do Rio Piranhas, no Setor Casego. Depois do crime, o autor fugiu e era procurado desde então. O acusado foi encontrado na casa da sua atual esposa, no Setor Eldorado.

Segundo informações divulgadas pela Delegacia da Polícia Civil de Piranhas, as investigações começaram imediatamente após o crime, porém, somente nos últimos meses começaram a surgir indícios do paradeiro de Taidinho.

“Há mais de três meses que estamos realizando monitoramento e campanas com objetivo de realizar esta prisão. Nos últimos tempos, tivemos notícias de que ele [Taidinho] estava passando períodos na zona rural e em três casas no perímetro urbano de Piranhas. As averiguações nos revelaram que o investigado estaria escondido na casa de sua esposa e, diante do fato, no dia de hoje, acompanhamos a movimentação da mulher durante todo o dia e, quando ela chegou em casa e abriu o portão, fizemos a abordagem e encontramos o Taidinho dentro do imóvel”, explicou Maurício Gomes Nunes, um dos agentes que participou da ação.

Ainda de acordo com a PC, a mulher tentou avisar sobre a presença dos policiais, mas os investigadores agiram rápido e conseguiram capturar o foragido. “Fomos informados que ele poderia estar armado e estava. Localizamos e apreendemos uma espingarda calibre 32, que estava escondida debaixo de um guarda-roupa”, relatou Maurício.

Além de matar Vanusa Ferraz da Silva, Valdivino Altair também tentou atingir outras pessoas e acabou baleando um irmão da vítima no mesmo local e dia do crime. Alberto Ferraz da Silva, com 31 anos na época, foi alvejado no ombro, porém, o ferimento não foi grave.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.4%
5.2%
18.2%
75.2%