21/02/2018 às 22h19min - Atualizada em 21/02/2018 às 22h19min

Blairo Maggi anuncia que vai parar com política; Jaime Campos reaparece como opção e Mauro Mendes continua quieto

Um quarto pré-candidato a governador de MT é o conselheiro Antônio Joaquim. Ele espera resolver a situação de sua aposentadoria no TCE para entrar na disputa pra valer. Todos de olho na cadeira do Pedro Taques, que deve ser candidato a reeleição.

Ilídio Luciano / Folhamax
Araguaia Notícia
Uma das principais lideranças do Democratas de Mato Grosso, o ex-governador, ex-senador e atual secretário de Assuntos Estratégicos de Várzea Grande, Jaime Campos (DEM), garantiu que colocará seu nome à disposição da sigla para concorrer a algum cargo político nas eleições de outubro próximo. Campos é opção para disputar o Senado ou, até mesmo, o Governo do Estado. “O que é certo e que já posso dizer é que eu coloco meu nome à disposição do partido para concorrer a qualquer cargo majoritário por Mato Grosso nas eleições de 2018. Meu nome está à disposição seja para o cargo de chefe do Executivo Estadual, seja no Senado Federal”, garantiu.

Ele deixará o cargo de secretário em Várzea Grande no final de março. Sobre as articulações para alianças, o ex-senador acredita que a decisão do ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), em não disputar a reeleição ao Senado representa “um novo ordenamento político em Mato Grosso”.

Segundo ele, este novo cenário intensificará as conversas entre os partidos políticos. “Acredito que com a confirmação da desistência do Blairo Maggi, teremos um novo cenário polític e panorama político em Mato Grosso. Acredito que serão refeitas todas as hipóteses de candidaturas de quem quer que seja até porque é um fato novo. Não era de se esperar, porém é uma decisão íntima dele”, explicou. 

O democrata colocou que todos os projetos eleitorais retornam a “estaca zero”, já que a candidatura de Maggi ao Senado era dada como certa. “Precisaremos sentar e redesenhar o plano e definir quem serão os candidatos, tanto para governador, senador, deputado estadual e federal”, explica.

MAURO

O ex-governador evitou comentar sobre a possibilidade do ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB), ser candidato ao Governo do Estado pelo DEM. Segundo ele, o ainda socialista ainda não assinou a ficha de filiação na legenda.

De acordo com o democrata, uma definição deve ocorrer apenas na próxima semana, quando Mauro se reunirá com lideranças do partido. “Bom, até agora ele não está filiado no partido e somente o deputado Fábio Garcia realizou a filiação. Os demais e Adilton Sachetti não filiaram de forma definitiva e o Botelho está aguardando a janela de transferência partidária. O Mauro convidou lideranças do DEM para um jantar na próxima semana na residência dele para conversarmos e saber se ele vai se filiar ao Democratas. Somente após a filiação conversaremos sobre indicação a algum cargo politico”, assinala.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.4%
5.2%
18.2%
75.2%