21/02/2018 às 14h33min - Atualizada em 21/02/2018 às 14h33min

DF é inserido em sistema de alerta de desastres naturais

Tomar TV Media
Araguaia Notícia
De acordo com o SindiTelebrasil, até o momento, 2,3 milhões de cidadãos já se cadastraram, e 43 milhões de mensagens de alerta foram encaminhadas.

Habitantes do Distrito Federal, do Tocantins e de Mato Grosso já podem se cadastrar gratuitamente para receber notificações de desastres naturais que envolvem suas regiões.

Coordenado pelo Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), do Ministério da Integração, o sistema está sendo implantado em parceria com a Defesa Civil dos Estados e com a Anatel.

Caso não tenha recebido a mensagem para realizar o cadastramento, é possível solicitar o serviço enviando um SMS para o número 40199.

Criado no início do ano passado, o sistema de alerta de riscos de inundações, alagamentos, temporais, perigo de deslizamentos de terra manda mensagens de texto (SMS) de alerta para os celulares em caso de iminência de desastres naturais.

A inscrição é gratuita e o aviso é enviado por meio de sms aos moradores.

Qualquer pessoa que estiver em uma das localidades atendidas pode se cadastrar, mesmo não tendo recebido a mensagem e não sendo morador da região, desde que informe um CEP do local atendido.

Esta segunda-feira (19) marca a chegada do serviço de alerta de desastres naturais por SMS em mais três estados brasileiros. Atualmente, funciona em mais de 20 países.

Logo após, virão Bahia, Sergipe e Alagoas.

Estão sendo monitorados, segundo o governo, os municípios de Rondonópolis, Poconé, Mirassol d'Oeste, Barra do Garças, General Carneiro, Alto Araguaia, São Félix do Araguaia, Campo Novo do Parecis, Cáceres, Juruena, Colniza, Cotriguaçu, São José dos Quatro Marcos, São José do Rio Claro, Várzea Grande e Cuiabá. O sétimo agrupamento inclui Ceará, Piauí e Maranhão; e o oitavo, Pará, Amapá e Acre. A previsão é que no primeiro trimestre de 2018 o sistema esteja disponível em todo o país.

Esse sistema começou a funcionar em junho como projeto-piloto nos estados do Paraná e Santa Catarina.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.3%
5.3%
18.3%
75.1%