20/02/2018 às 10h14min - Atualizada em 20/02/2018 às 10h14min

Homicida foragido de Goiás há 20 anos é descoberto em Barra do Garças com nome falso

Assessoria / PJC - MT
Araguaia Notícia
Uma ação da Polícia Judiciária Civil de Barra do Garças (502 km a Leste) fez com que um foragido da Justiça da Goiás se entregasse à Polícia, 20 anos após o crime. Apontado como autor de um homicídio ocorrido em 1998, o suspeito J.M.O. vivia em Barra do Garças com nome falso.

As investigações que resultaram na descoberta da verdadeira identidade do suspeito iniciaram no dia 20 de novembro, quando a equipe da 2ª Delegacia de Polícia tomou conhecimento de que familiares da pessoa F.A.S. estavam a sua procura e que tinham informações de que possivelmente ele estaria em Barra do Garças.

Por desenvolverem o trabalho de reaproximação de familiares desaparecidos, a equipe de policiais se interessou pelo caso e iniciou as investigações, chegando a um assentamento da cidade, em que localizaram uma pessoa com o mesmo nome do procurado, inclusive de pais e avós.

Em entrevista com os policiais, o suposto desaparecido deu informações sobre seus familiares, indicando nome e ano de nascimento dos irmãos, correspondendo todos os detalhes com os da pessoa procurada. Quando questionado se tinha sido casado ou se tinha filhos, o entrevistado alegou que sofreu um acidente e que sabia que viveu com algumas mulheres, mas não lembrava se teve filhos.

Com a autorização do entrevistado, os policiais encaminharam a foto para seus supostos parentes, e foram surpreendidos quando descartaram tratar-se de seu familiar. Diante da negativa da família, os policiais diligenciaram em busca do suspeito, que após conversa com a equipe de investigadores tomou rumo ignorado.

Durante as investigações, os policiais descobriram que na verdade o suspeito trata-se de J.M.O., foragido da Justiça de Goiás, acusado de homicídio, ocorrido no ano de 1998, em Goiânia (GO). Após ter a identidade descoberta, o suspeito se apresentou à Delegacia de Capturas de Goiânia no dia 05 de fevereiro, ocasião em que teve a ordem de prisão cumprida.

Durante os quase 20 anos que viveu com nome falso, J.M.O. cometeu vários crimes em Barra do Garças, os quais serão tomadas as providências cabíveis. 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.4%
5.3%
18.2%
75.2%