16/02/2018 às 11h10min - Atualizada em 16/02/2018 às 11h10min

Criada comissão para avaliar cláusula de barreira no concurso da secretaria estadual de Educação

Só Noticias
Araguaia Notícia
A secretaria estadual de Educação, Esporte e Lazer e a Assembleia Legislativa instituíram a comissão de avaliação para estudar, debater os critérios de classificação e o cadastro de reserva do concurso público, realizado pelo Estado para preencher cargos na secretaria mas que não interferirá no processo de convocação e posse dos concursados já aprovados. A Seduc informa ainda que trabalha para divulgar o cronograma de convocações o mais breve possível. 

A comissão analisará a cláusula de barreira do edital 01 de 2017, que norteou o concurso e debaterá especificamente o item do edital que definiu que a classificação final do concurso seria composta pelos candidatos aprovados dentro do número de vagas, mais o cadastro de reserva de 50%.

A comissão, formada por representantes da Procuradoria Geral do Estado (PGE), Assembleia Legislativa, secretaria de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) e sociedade civil, terá 30 dias para entregar o relatório conclusivo sobre o assunto, sendo que o prazo pode ser prorrogado por mais 30.

O concurso trouxe uma iniciativa inédita - um processo seletivo com quatro fases eliminatórias para professores da educação básica, informa a assessoria. A primeira fase foi composta por uma prova objetiva de múltipla escolha, com 70 questões, e a segunda fase por uma redação e uma prova dissertativa com quatro questões, sendo três da disciplina específica e uma relativa às políticas públicas de educação.

Os classificados para a terceira fase fizeram avaliação didática com apresentação de uma aula na área específica de atuação. A quarta e última fase será a de avaliação de títulos, também de caráter classificatório.

Os candidatos a técnico realizaram, na primeira fase, uma prova objetiva de múltipla escolha de caráter eliminatório e na segunda, redação e prova dissertativa também com quatro questões, sendo três da disciplina específica a que concorre a uma vaga, e uma relativa às políticas públicas de educação.

São 5.748 vagas disponíveis, sendo 3.324 para o cargo de Professor da Educação Básica, 1.496 para Apoio Administrativo Educacional (AAE) e 928 para Técnico Administrativo Educacional (TAE), além de cadastro de reserva de 50% do total de vagas.

As avaliações foram aplicadas em Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Confresa, Cuiabá, Diamantino, Juara, Juína, Matupá, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste, Rondonópolis, São Félix do Araguaia, Sinop e Tangará da Serra, em locais que serão divulgados em breve.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.4%
5.2%
18.2%
75.2%