12/02/2018 às 18h45min - Atualizada em 12/02/2018 às 18h45min

Federação decide quarta-feira se marca novo jogo entre Araguaia e Luverdense ou declara time do Nortão vencedor

As duas equipes estavam prontas para entrar em campo todavia uma ordem judicial interditou o estádio e levou a discussão para o tapetão desportivo.

Globo Esporte / Tv Centro América
Araguaia Notícia
A Federação Mato-grossense de Futebol (FMF) deve se manifestar nesta quarta-feira (14/2) sobre como fica o jogo que não foi realizado entre Araguaia e Luverdense, em Barra do Garças dia 10/2, quando o estádio Zeca Costa foi interditado pela justiça e a partida não foi realizada. A equipe do Luverdense, que fez uma viagem longa para enfrentar o Galo da Serra, reivindica a vitória por WO consequentemente os três pontos do jogo. Já o Araguaia espera que um novo jogo seja marcado. O estádio foi interditado pelo juiz Michel Rocha da Silva em março de 2017 por problemas estruturais e por descumprimento do estatuto do torcedor.

Mesmo com a interdição, a diretoria do Araguaia conseguiu a liberação por parte do Corpo de Bombeiros e da prefeitura de Barra do Garças e mandou dois jogos pelo Mato-grossense deste ano - Derrota para Dom Bosco na 1ª rodada e empate diante do União pela 4ª rodada. Mas, no dia da terceira partida em casa, contra o Luverdense, chegou uma intimação cancelando o jogo.

Segundo decisão judicial de março de 2017, o estádio tem problemas nos elementos estruturais e a ausência de demarcações e sinalizações em piso táctil nas áreas de acesso, rampas e banheiros para portadores de necessidades especiais. Porém, sem as obras de melhorias necessárias, o estádio segue interditado.

Vitória do LEC?

Cumprindo o regulamento da competição, o árbitro da partida esperou 30 minutos, mais o prazo prorrogável de outros 30 minutos, até decidir por não deixar a bola rolar. O Luverdense foi até o estádio e ficou na espera, mas o jogo não aconteceu.

Em uma das redes sociais oficiais do Luverdense, eles se declararam vencedores da partida por WO. Mas o Art. 36 do regulamento do Campeonato Mato-grossense não deixa claro sobre prejuízo para o mandante neste caso.

- Caso a partida não iniciada não possa ser jogada no dia seguinte, por persisitirem os motivos que justificaram o seu adiamento, caberá a FMF marcar nova data para sua realização e dela poderão participar todos os atletas que tenham condições de jogo na nova data marcada para a realização da partida - diz o inciso 1º do art. 36.

FMF

A Federação Mato-grossense de Futebol (FMF), organizadora do Mato-grossense, se pronunciou que vai aguardar o seu departamento jurídico avaliar a situação para decidir sobre a marcação de uma nova data para a partida ou se o Luverdense será declarado vencedor. Essa resposta será nesta quarta-feira, uma vez que a entidade está em recesso de carnaval.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.4%
5.3%
18.2%
75.2%