02/02/2018 às 16h02min - Atualizada em 02/02/2018 às 16h02min

Vice-prefeito rebate advogado e diz que nunca tramou contra prefeito de Aragarças

A volta de José Elias deixou claro a população o rompimento político entre prefeito e vice no município goiano. O advogado do prefeito deu entrevista dizendo que o vice estaria agindo nos bastidores para derrubar José Elias do cargo.

Araguaia Notícia
O caldeirão político continua fervendo na cidade de Aragarças-GO, de pouco mais de 20 mil habitantes, na divisa com Barra do Garças,. No início desta semana, uma liminar do Tribunal de Justiça retornou José Elias Fernandes (PROS) ao cargo de prefeito por entender que o processo de cassação da Câmara Municipal foi montado com vícios sem ouvir todas as testemunhas arroladas e extrapolar o prazo de noventa dias.  
 
A volta de José Elias escancarou o que já era comentado nos bastidores: um racha entre prefeito e vice-prefeito Léo Leão (MDB). Detalhe, os dois são concunhados (as esposas deles, são irmãs). Ao comunicar a volta do prefeito José Elias, o advogado Joãozinho disse numa entrevista a imprensa que Léo sabia e participou de todo o plano para 'tirar' José Elias da prefeitura e que o vice estaria agindo nos bastidores.
 
Léo não quis dar entrevista na imprensa sobre esta acusação, mas emitiu uma nota onde rebate o advogado e diz que a opinião do Joãozinho foi motivada por mágoa porque ele (Léo), quando assumiu interinamente a prefeitura no mês de janeiro, demitiu a esposa do advogado que era chefe de gabinete de José Elias.
 
Nesta semana que marca a volta de José Elias, o prefeito aragarcense escreveu um artigo que circulou no Diário da Manhã de Goiânia onde diz que foi cassado do cargo porque não quis pagar propinas para alguns vereadores.
 
NOTA DE ESCLARECIMENTO

Venho a público em razão de ataques veiculados na imprensa e redes sociais, esclarecer que as acusações feitas pelo advogado de defesa do Prefeito José Elias, Senhor Joãozinho, trata-se de inverdades, as quais refuto e as qualifico como desespero da parte agravada.

O advogado me acusou de articular junto aos vereadores a cassação do mandato do Prefeito José Elias. Expresso a minha indignação com essa afirmação, pois, em todos os momentos, mantive-me isento de qualquer apuração realizada pela Câmara, sendo inclusive testemunha de defesa do prefeito no processo. Não tenho culpa se possuo um bom relacionamento com os vereadores, pois como homem público sempre respeitei os poderes e as pessoas envolvidas neles.

Acredito que a harmonia deve existir, e na posição de prefeito, primei por atender a todos os moradores de Aragarças, sendo vereadores ou não.

Nos meus mais de 25 anos de vida pública, tive a oportunidade de ser eleito três vezes consecutivas para o cargo de vereador, sendo uma vez presidente da Câmara, duas vezes para o cargo de vice-prefeito e por três vezes fui prefeito e em nenhuma das vezes, arquitetei qualquer manobra para me conduzir ao cargo, jamais interferi em qualquer decisão do Legislativo.

Entendo que este ataque, pode ser apenas mais uma estratégia da defesa no intuito de colocar a opinião pública contra mim, mais rechaço todas as acusações por ter a consciência tranquila de sempre seguir os mesmos critérios adotados na substituição legal do prefeito José Elias. Nas duas vezes que tomei posse como prefeito, inclusive mantendo a mesma equipe administrativa, por entender que o trabalho deveria dar continuidade.

Observo apenas, que minha única alteração no quadro de funcionários da prefeitura foi à demissão da esposa advogado do prefeito e vereador em Barra do Garças João Rodrigues (Dr. Joãozinho), do cargo de Chefe de Gabinete, e só o fiz porque depois que tomei posse à servidora não compareceu ao ambiente de trabalho e nem tão pouco se apresentou a mim, o que pode ter provocado a ira do advogado e com isso suas acusações e insinuações infundadas. Fui eleito com José Elias e respeito seu mandato, entretanto não posso me furtar de assumir a Prefeitura quando tenho sobre mim essa responsabilidade de fazê-lo legalmente.
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.4%
5.2%
18.2%
75.2%