10/03/2013 às 13h00min - Atualizada em 10/03/2013 às 13h00min

Mulheres vão as ruas pedir igualdade e o fim da violência doméstica

Olhar Direto
Olhar Direto

As mulheres de Barra do Garças participaram sexta-feira (8) de uma caminhada contra a violência doméstica e a favor da igualdade da mulher com o homem no mercado de trabalho. O evento marcou também o terceiro ano da campanha ‘Violência contra a mulher, vamos meter a colher’ da Defensoria Pública para estimular as denúncias e o fim da violência contra a mulher.

Infelizmente o ano de 2012 não foi muito bom para a mulher barra-garcense foram registrados quatro crimes com requintes de crueldade. “A nossa campanha visa diminuir a violência contra mulher por intermédio da conscientização da sociedade”, frisou Lindalva de Fátima Ramos, defensora pública. A secretária de Assistência Social de Barra do Garças, Mara Kisner, destacou que a nova administração tem como meta tratar a mulher com carinho e oferecer cursos para qualificação do público feminino.

Na caminhada participaram a secretária de Educação, Fátima Aparecida; a delegada da Mulher, Débora Cardoso; a capitão da Polícia Militar, Andréia. Os vereadores Geralmino Neto e Miguelão Moreira estiveram no evento. O prefeito Roberto Farias destacou o avanço da mulher nos últimos. “Nós temos mulheres extraordinárias em todos os campos inclusive a presidente Dilma a frente do nosso país. Quero aqui homenagea-las em nome da minha mãe, Dona Cândida”, frisou.

À noite, será realizado um show com uma banda nacional de pagode uma surpresa para as mulheres. As mulheres do Barratradição preparam também um recital de poesias para marcar o dia da mulher. O grupo mantém viva a história de pioneiras na região do Araguaia.

Em Pontal do Araguaia, a prefeita Divina Oda ofereceu café da manhã e palestras para as pontalenses nos postos de saúde. Às 15 horas teve uma homenagem na Câmara Municipal.

No município de Aragarças, o prefeito Aurélio Mendes decidiu homenagear as mulheres com a entrega de um certificado e flores às 17 horas no salão da Maçonaria.


MULHERES QUE MORRERAM ACREDITANDO NO AMOR

O ano de 2012 foi muito triste para mulher em Barra do Garças. No dia 11 de junho, Luciene Santos Tavares, 15 anos, foi barbaramente assassinada por um maníaco e o corpo enterrado num bairro perto da casa onde ela morava. O criminoso foi preso posteriormente pela polícia.

Mais três crimes passionais em dezembro. No dia 17/12, a dona-de-casa Aparecida Felicíssima de Oliveira, 49 anos, foi morta com três tiros pelo ex, o lavrador Benvindo Rodrigues Lopes, 41 anos, que depois se suicidou. No dia 20/12, Klelilia Mendes de Souza, 35 anos, foi morta a facadas na frente da filha de 8 anos pelo amásio, o pedreiro Josival Gomes da Silva, 35 anos, que está foragido até hoje.

No dia 26/12, Nazaré de Souza Silva, 30 anos, foi assassinada com 21 facadas pelo ex-marido Cláudio Benitez, 34 anos, também na frente da filha de 7 anos. Cláudio também não aceitava o fim do relacionamento. Arrependido, ele ligou para a polícia duas semanas depois e se entregou. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.6%
5.5%
17.6%
75.2%