30/11/2017 às 13h37min - Atualizada em 30/11/2017 às 13h37min

A Polícias Civil e Militar cumprem buscas em investigações de duplo homicídio em Novo São Joaquim

Assessoria | PJC-MT
Oito mandados de busca e apreensão foram cumpridos pela Polícia Judiciária Civil, nesta quinta-feira (30.11), nas cidades de Novo São Joaquim e em Barra do Garças (485 e 509 km a Leste), nas investigações do duplo homicídio, ocorrido em 13 de julho deste ano, na cidade de Novo São Joaquim.

As vítimas Willian Marques Fernandes, 19, e Vinicius Soares Nogueira, 18, foram encontradas mortas a 17 quilômetros da cidade, na estrada de acesso ao Distrito Itaquerê, por disparos de arma de fogo. Os corpos estavam em uma área limpa, descampada, fora da estrada.

A operação denominada “Labirinto” foi coordenada pelo delegado, Joaquim Leitão Júnior, que também preside as investigações. O delegado informou que as medidas visam angariar mais elementos informativos e elucidar as linhas de investigações trabalhadas até o momento.

Foram apreendidos vários celulares, instrumentos do tipo facão ou faca que podem ter sido utilizados nos eventos investigados entre outros objetos que serão periciados. Outras medidas requisitadas no inquérito policial são aguardadas para maior avanço das investigações.

Em Novo São Joaquim, as buscas foram coordenadas pelo delegado Joaquim Leitão, e contou com o auxílio da Polícia Militar na operação. Na cidade de Barra do Garças, as buscas foram realizadas pela equipe do delegado Wilyney Santana Borges.

O delegado Leitão destacou ainda a grande importância do Poder Judiciário da comarca de Novo São Joaquim e de Barra do Garças, assim como do Ministério Público do Estado de Mato Grosso (Promotoria Criminal) na “Operação Labirinto”.

“As investigações seguem seu curso avançado”, afirmou Leitão.

As diligências contaram com participação da Delegacia de Polícia de Novo São Joaquim, Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Barra do Garças, Delegacia Especializada da Defesa da Mulher de Barra do Garças, 1ª Delegacia de Polícia  de Barra do Garças e apoio da Delegacia Regional de Barra do Garças e o Grupo Garra.

 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.6%
5.3%
19.1%
74.1%