28/11/2017 às 19h24min - Atualizada em 28/11/2017 às 19h24min

Vigia de escola é preso acusado de estuprar nove crianças em MT

Midia News
Um homem de 75 anos, que trabalhava como vigia de uma escola em Paranatinga (380 Km de Cuiabá), foi preso na segunda-feira (27) acusado de estuprar nove estudantes - com idades entre 7 e 11 anos .
 
Os crimes aconteceram na Escola Municipal Teles Pires.
 
Segundo o escrivão da Polícia Civil, Gustavo Fontes Leite, duas meninas procuraram a diretora e relataram que haviam sido abusadas pelo vigia.
 
A diretora chamou as mães das crianças, que acionaram o Conselho Tutelar.
 
Depois da denúncia inicial, outras vítimas surgiram.
 
Imediatamente o suspeito foi demitido e as mães registraram o boletim de ocorrência.
 
De acordo com o escrivão, o homem atraía as meninas com presentes. “O vigia dava balas, chicletes e dinheiro para atrair as vítimas, porque são coisas que criança gosta”, disse.
 
“As crianças são de baixa renda. Muitas não têm pai, então são carentes. Ele [o acusado] servia como um pai para essas meninas e se aproveitava disso”, relatou Leite.
 
Os crimes aconteciam nos intervalos da aula e entre 11h e 13h, quando não havia ninguém na escola. “O vigia levava as crianças para um quarto que ele usava para dormir. Às vezes iam para um matagal próximo da escola e também em uma sala de brinquedos”, afirmou o escrivão.
 
Sete das nove crianças foram ouvidas pela Polícia e todas passaram por exames de corpo e delito. Em duas meninas já foi confirmado o estupro e uma delas apresentava doença sexualmente transmissível (DST). “Possivelmente a doença foi passada pelo acusado durante o crime”, informou o policial.
 
Conforme o escrivão, o idoso não assumiu o crime, porém a Polícia não tem dúvidas de que tenha cometido o crime. “Todas as crianças estão contando a mesma história, dizendo que foi ele. Não é possível que sete crianças tenham inventado isso”.
  
O suspeito está com prisão preventiva decretada pela Justiça e passará pela audiência de custódia na tarde desta terça-feira (28). A partir da audiência, o vigia será encaminhado para a Penitenciária Central do município.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.9%
4.5%
19.5%
74.1%