20/11/2017 às 17h01min - Atualizada em 20/11/2017 às 17h01min

Professora é encontrada desacordada em Barra do Garças e está na UTI

Ela saiu com ex-marido para show de Cleber e Cauã e foi encontrada caída no acostamento da Br 070

Ronaldo Couto
Araguaia Notícia
Inspira cuidados o estado de saúde da professora Monica Alencar Miranda, 33 anos, que foi encontrada desacordada na manhã de domingo (19/11) em frente ao antigo clube do Sesi em Barra do Garças na Br 070. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), populares que passavam pela rodovia viram a professora caída com uma pancada profunda no olho esquerdo.

Os bombeiros foram acionados para levar a professora até o Pronto Socorro onde os médicos constataram a gravidade do ferimento e uma suspeita de traumatismo craniano. Monica foi colocada num leito de UTI. O irmão da professora, Douglas, informou na tarde desta segunda-feira (20/11) que a irmã melhorou e deve sair da UTI para um leito normal nas próximas horas.

“Nesse primeiro momento nós estamos preocupados com estado de saúde dela. Mas, sem dúvida, nós queremos que a polícia apure o que realmente aconteceu com ela. Por causa desse feriado a gente não viu muito empenho em esclarecer o que aconteceu”, destacou.

Ele explicou que a irmã trabalha como professora da rede municipal de Barra do Garças e leciona também no Centro Educacional Presbiteriano (CEP) e que ultimamente estava separada do esposo. No sábado, ela foi convidada por ele para assistir ao show de Cleber e Cauã. E após o show, Monica foi encontrada desacordada caída em frente ao antigo clube do Sesi.  

A informação é que o ex-marido dela já esteve na delegacia aonde confirmou que os dois foram até o show e na saída houve um desentendimento em que ele a deixou perto do antigo clube do Sesi. A professora foi encontrada por volta das 06h45 da manhã de domingo desmaiada.

A família espera que a Polícia Civil apure o mais rápido possível o que aconteceu com a professora, se ela foi vítima de um acidente ou de uma tentativa de homicídio. A família de Monica reside em Araguaiana e ela em Pontal do Araguaia. A ocorrência foi recebida pelo delegado plantonista Antônio Moura, todavia o caso será apurado pela Delegacia da Mulher.
 
 
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.0%
3.8%
11.7%
83.5%