17/11/2017 às 15h32min - Atualizada em 17/11/2017 às 15h32min

Delegado de Aragarças descarta estupro e diz que denuncia surgiu após briga de namorados

Ronaldo Couto
Araguaia Notícia
O delegado Ricardo Galvão confirmou no final da tarde de sexta-feira (17/11) que não houve estupro e muito menos roubo de moto por parte de um rapaz, que foi detido de manhã, pela Polícia Militar (PM) no município de Aragarças-GO acusado de abuso sexual.
 
A denúncia foi formulada pela namorada do acusado, que registrou ocorrência em Barra do Garças, do suposto estupro que teria ocorrido no bairro Jardim Araguaia. Na ocorrência, ela conta que foi abusada duas vezes pelo namorado que ainda levou a moto dela. Na manhã de sexta-feira, os policiais de Aragarças ao tomarem conhecimento do fato foram a casa do rapaz e encontraram a moto. Ele foi detido e encaminhado a delegacia. 

Após conversar com acusado e vítima, o delegado informou a imprensa que no entendimento dele não houve crime de estupro e nem de roubo da moto. “Veja bem os dois eram namorados e tiveram uma briga e provavelmente ela foi incentivada por alguém a inventar essa história. O rapaz nega qualquer crime e numa acareação ela ficou em dúvida do que teria acontecido mesmo. Por causa disso decidi indiciá-lo somente por ameaças” explicou.
 
O rapaz como não conseguiu dinheiro para pagar a fiança ficou preso no dia de ontem. Sobre a acusação de estupro, Galvão explicou que esse fato será apurado pela polícia de Barra do Garças onde foi registrada a ocorrência.

Sobre a moto, Galvão ressaltou que também não ficou evidenciado crime porque os dois eram namorados e o documento do veículo estava com ele. Se ficar confirmado que não houve nenhum dos crimes, a mulher pode responder por denunciação caluniosa já que o rapaz foi exposto durante a prisão da PM. 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.4%
1.4%