17/11/2017 às 07h35min - Atualizada em 17/11/2017 às 07h35min

Reunião no Norte Araguaia definiu calendário do Festrilha para 2018

Assessoria / AL - MT
Araguaia Notícia
Quadrilheiros de todo o Araguaia estiveram reunidos neste final de semana em Porto Alegre do Norte para definir o calendário do Festival de Quadrilhas do Araguaia – Festrilha 2018. Com a participação do deputado Estadual Baiano Filho, presidentes e representantes das Quadrilhas Juninas definiram o regulamento que orientará os trabalhos para o próximo ano.

As discussões foram dirigidas pela presidente da Federação Mato-grossense de Quadrilhas (FMTQ), Marta Negrão, que enfatizou a importância de manter uma rotina de avaliação das ações executadas pela entidade a cada evento. “Trabalhamos ano a ano para aperfeiçoarmos o regulamento. No encerramento de cada edição nos reunimos, debatemos os pontos falhos do evento e nos preparamos para garantir no ano seguinte um evento de melhor qualidade não apenas para os nossos quadrilheiros, como também para o público que conhece o evento e já aguarda pelo início das disputas em cada polo”, afirmou a presidente.   

Participaram da assembleia geral as Juninas ‘Coração Caipira’ e ‘Flor do Sertão’ de Porto Alegre do Norte; ‘Brilhar do São João’ de Luciara; ‘Brilho Junino’ de Barra do Garças; e as Juninas ‘Pávio de Candieiro’ e ‘Grande Rio’ de Rondonópolis.

Este ano, o Festival foi consagrado como o maior evento Cultural de Mato Grosso, e a maior expressão artístico-cultural da região Araguaia. Vinte e quatro Quadrilhas Juninas participaram do festival distribuído em quatro polos regionais e a grande final realizada no município de General Carneiro.

O Festival de Quadrilhas do Araguaia 2017 recebeu quase meio milhão de reais, entre emenda parlamentar destinada por Baiano Filho e recursos também garantidos pelo parlamentar junto a Secretaria de Estado de Cultura (SEC). A realização coube a Prefeitura de General Carneiro com apoio técnico da Federação Mato-grossense de Quadrilhas (FMTQ).

COMPROMISSO - Ao longo de 15 anos, Baiano tem sido o principal articulador do Movimento Quadrilheiro do Araguaia, garantindo ano a ano os recursos que fizeram do evento a maior manifestação artística do Araguaia. A tradição teve início em Serra Nova Dourada no ano de 2000. A partir de então, nos oito anos seguintes o circuito adquiriu força e visibilidade na região, conquistando adeptos e a credibilidade do poder público que passou a incentivar a formação de grupos e a expansão do evento.

Em 2009, sob uma nova conjuntura política, Serra Nova deixou de realizar as competições. Temerosos com a possibilidade do fim da tradição, os grupos recorreram ao apoio de Baiano Filho, que já incentivava o circuito desde 2003, enquanto secretário de Estado de Esportes e Lazer (SEEL). A partir de então, Baiano abraçou definitivamente o projeto assumindo anualmente a responsabilidade pela viabilização financeira do evento e apoio aos municípios para a logística da festa. Em 2011, estimulados por Baiano, o evento conquistou a adesão do Governo do Estado e da Assembleia Legislativa. A meta é garantir que a tradição mantida pelos Quadrilheiros do Araguaia se torne referência entre os estados do norte e nordeste, exemplos nacionais de incentivo e preservação à cultura popular.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.3%
24.3%
1.4%