04/11/2017 às 09h09min - Atualizada em 04/11/2017 às 09h09min

Grupo Garra prende mais dois por furto e abate ilegal de gado em Barra do Garças

Francis Amorim
Rdnews
Duas pessoas foram presas na quinta (2) pelas polícias Civil e Militar na zona rural de Barra do Garças suspeitas de furto e abate clandestino de gado. Eles foram flagrados em uma pastagens de uma propriedade rural desossando dois animais recém-abatidos com arma de fogo. Uma terceira pessoa conseguiu fugir.

Segundo a Polícia Militar, investigadores da Polícia Civil já vinham monitorando o furto e o abate de animais na região, quando foram comunicados da suposta ação de uma associação criminosa que vinha agindo na modalidade "corredor", que corresponde a 70% dos crimes praticados. A prisão dos suspeitos só foi divulgada nessa sexta (3), porque a operação ainda estava em curso para prender o terceiro integrante.

Na ação, as polícias conseguiram identificar e prender dois supostos envolvidos, entre eles, o proprietário de um supermercado no bairro de Vila Maria, identificado pelas iniciais de L.P.M., de 37 anos. A suspeita é que os animais abatidos estariam sendo comercializados livremente, sem qualquer tipo de inspeção, em seu estabelecimento.

Além da prisão dos suspeitos, a PM e o Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra) apreenderam duas caminhonetes e duas novilhas já abatidas. "Pela marca, vamos tentar identificar o ativo desses animais no Indea e também o proprietário", disse o delegado de plantão, Delson Moura, que lavrou o flagrante.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.1%
24.5%
1.4%