24/10/2017 às 07h00min - Atualizada em 24/10/2017 às 07h00min

Cabeleireira que perdeu cabelo com produto consegue doação de peruca em MT

Olhar Direto
A cabeleireira Katiene Muniz, de Rondonópolis (a 277 km de Cuiabá), que ficou careca depois de sofrer uma crise alérgica após usar o  produto “Sfera”, da Nazca Cosméticos, sem realizar os testes adequados, conseguiu a doação de uma peruca depois da repercussão do caso. Ela disse que a doadora a procurou no domingo, 22, a reportagem do Olhar Direto.

“Ela entrou em contato comigo neste domingo, falou que viu a reportagem e tinha uma peruca para doar, uma curta, e perguntou se eu queria. E eu aceitei claro! Acredito que foi algo de Deus, porque recebi muitas críticas, mas poucos apareceram para ajudar”, disse Katiene.

Com a repercussão do caso, a Nazca Cosméticos procurou a cabeleireira, para oferecer encaminhamento médico. Katiene contou que já foi ao médico e ainda deve enviar o laudo para a empresa.

“A empresa agendou para mim um médico, e eu fui lá fiz os exames, aí só falta enviar o laudo para a empresa por e-mail, porque eles pediram. Eu falei com eles, perguntei se poderiam ajudar com uma peruca, ofereceram uma sintética, mas a sintética não tem uma qualidade boa, não dura, pedi uma com cabelo de verdade, mas aí me disseram que iam conversar depois do laudo”, disse a cabeleireira.

Katiene contou que se sentiu muito mal com as críticas que recebeu após a repercussão de sua história. O apoio que recebeu, ela conta, foi de familiares e poucos amigos.

“Bem mesmo não estou, mas com a saúde pelo menos está tudo certo. Com a repercussão da história tiveram muitas críticas, eu fiquei muito triste. Me julgaram sem me conhecer, porque o produto tem muitos processos, não fui a primeira a passar por isso. E é nestas horas que a gente vê quem está do nosso lado mesmo, porque muitas pessoas que eu pensei que fossem amigas não me deram apoio, porque imagina como é para uma mulher perder os cabelos, não é fácil. Mas é assim, vida que segue”, disse.

A cabeleireira também disse que havia procurado a empresa assim que viu seus cabelos caírem, mas não obteve resposta. Apenas após a sua postagem é que foi procurada pela Nazca. Os cabelos de Katiene teriam caído pois não foi feito o teste de mechas, recomendado pela empresa. A Nazca ainda afirmou que segue as recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e que identificou o lote do produto usado por Katiene, e fez testes, que não apontaram nenhuma anormalidade.

A peruca de Katiene foi doada pela empresária Kamilla de Rosso. Ela contou que tem um projeto de doação de próteses e que após ver a reportagem decidiu procurar a cabeleireira.

"Trabalhei com isso um tempo e percebi o quanto é gratificante quando se pode ajudar! A auto-estima de quem eu consigo ajudar muda muito, ainda mais na mulher né! Comecei há pouco tempo com o projeto, na verdade não consegui nem escrever ele para pedir apoio né! Mas as pessoas têm me indicado quem precisa, as clientes me doam o cabelo e eu mando fazer a prótese. Ultimamente tenho arrecadado dinheiro com rifas e doações”, contou a empresária.

A Nazca Cosméticos enviou uma nota ao Olhar Direto e disse que não houve registro de contato de Katiene na Central de Atendimento. A empresa também disse que havia oferecido uma peruca à Katiene.

Leia a nota na íntegra:

Sobre o contato da NAZCA COSMÉTICOS com a consumidora Katiene: Não houve registro de contato da consumidora à Central de Atendimento ao Consumidor da Nazca em nenhum momento. 


A Nazca, após verificar publicação nas redes sociais, no dia 12 de outubro (feriado), entrou em contato com a consumidora no dia 13/12, oferecendo orientações e disponibilizando atendimento médico, com especialista, com transporte e todos os custos pagos pela empresa. 
 
A consumidora realizou a consulta com dermatologista em Rondonópolis e fará tratamento para aceleração do crescimento capilar custeado pela empresa.
  
Em contato com o atendimento ao consumidor, a empresa também ofereceu uma peruca à consumidora, que ficou de verificar valores e repassar os custos do orçamento da aquisição da peruca para a Nazca e seus dados bancários para depósito. Todavia a consumidora não retornou o contato com essas informações.
 
Gostaríamos ainda, de esclarecer o caso com as informações contidas nessa nota oficial:
 
No último dia 12/10/2017, a Nazca foi envolvida em diversos compartilhamentos nas redes sociais após algumas postagens de uma consumidora de Rondonópolis (Mato Grosso), que alega ter utilizado nosso Kit Alisante Sfera Profissional e, em seguida, ocorrido queda dos cabelos. A empresa prontamente entrou em contato com a consumidora para prestar atendimento e está em contato com ela acompanhando o caso. Foi oferecido atendimento com médico especializado e outras ações para que a cliente possa se sentir melhor diante do ocorrido. A Nazca lamenta o incidente com sua consumidora.
 
Todavia, durante atendimento do nosso SAC e em um de seus posts em rede social a consumidora relatou que não realizou o Teste de Mecha de Cabelo, procedimento indicado no Passo a Passo do produto, conforme especifica a bula. Este teste é fundamental para prevenir o corte químico (que pode ocorrer quando o cabelo já passou por tratamento com algum produto químico incompatível com o princípio ativo do Sfera). Também informamos em nossas embalagens a incompatibilidade da química de nosso Alisante (Tioglicolato) com outras químicas como Guanidina, Sódio e Lítio, presentes em vários produtos comercializados no mercado por outros fabricantes, e também em alguns tipos de coloração e descoloração capilar.
 
A Nazca prima pela qualidade dos seus produtos e realizou um teste, após o incidente, em produtos do mesmo lote do produto utilizado pela consumidora, que não apresentou anormalidades. A empresa enfatiza que todos os seus produtos são certificados e autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) para serem comercializados no Brasil.
 
Mais uma vez, preocupada em garantir o sucesso e qualidade dos seus produtos, a empresa esclarece que o produto Sfera Profissional Kit Alisante Tioglicolato não provoca queda capilar se utilizado corretamente e vem promovendo em seus canais de comunicação e redes sociais diversas campanhas com vídeos e outros materiais informativos sobre o passo a passo para a aplicação do alisante, a fim de garantir o sucesso e a segurança da transformação capilar. A empresa também mantém um SAC para esclarecer dúvidas e atender aos consumidores, além dos perfis em redes sociais, por onde também esclarece eventuais questionamentos.
 
Também agradecemos as diversas manifestações de apoio de consumidores nas redes sociais que saíram em defesa dos nossos produtos.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.1%
4.8%
17.6%
76.5%