02/10/2017 às 16h35min - Atualizada em 02/10/2017 às 16h35min

Filho de ex-prefeito que cursava medicina no Maranhão morre de leucemia aguda

NX1
Uma notícia triste deixou a cidade de Nova Xavantina de luto nesta segunda-feira (2/10). A morte precoce do jovem Gabriel Caetano Rosa Abreu, 21 anos, filho do ex-prefeito Gercino Caetano. Ele passou mal e foi encaminhado ao hospital na cidade de Imperatriz no estado do Maranhão com um quadro de leucemia aguda que se manifestou rapidamente vindo a ceifar a vida do estudante.

Após sentir dores lombares durante a tarde de domingo, Gabriel foi internado as pressas no hospital e posteriormente transferido para uma UTI diante da gravidade da doença.

O jovem faleceu na manhã de segunda-feira. De acordo com o site NX1, o ex-prefeito e esposa (Miriam Rosa) estão em Imperatriz e ficaram sem entender o motivo da morte do filho e agora preparam para trazer o corpo para cidade de Nova Xavantina.

Os médicos informaram que Gabriel foi atacado por esse câncer chamado leucemia aguda. Um jovem com um futuro espetacular pela frente. Uma profissão, que talvez, após formado, pudesse salvar outros tantos jovens dessa doença devastadora.

A leucemia aguda é um tipo grave de câncer no sangue que pode ser classificada ainda como mieloide ou linfóide dependendo das células afetadas. Seu tratamento é feito através de transfusões sanguíneas e de quimioterapia em ambiente hospitalar até que a cura da leucemia seja alcançada.

A leucemia aguda é mais comum nas crianças e adultos jovens, sendo mais rara em idosos acima de 60 anos que costumam apresentar mais comumente a leucemia crônica.

Em Nova Xavantina, a cidade está consternada pelo ocorrido e o prefeito João Cebola decretou luto oficial por três dias no município.
 
Leucemia aguda tem cura?
 
A leucemia mieloide aguda tem cura e esta pode ser alcançada com as diversas opções de tratamento para leucemia, contudo quanto mais novo o indivíduo for, maiores serão as chances de cura da doença.  

Em relação à leucemia linfóide aguda, quando a doença é descoberta precocemente e o tratamento rapidamente instituído, ela tem maiores chances de cura. Estima-se que haja 90% de chances de cura da leucemia linfoide aguda em crianças e 50% de chances de cura em adultos com até 60 anos de idade.

Mesmo após o tratamento inicial da leucemia o indivíduo deverá ser submetido a exames periódicos para investigar se há recidiva ou não da leucemia, e caso haja o tratamento deverá ser retomado imediatamente para que as chances de remissão completa da doença sejam maiores.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.1%
4.6%
16.9%
77.3%