29/09/2017 às 22h26min - Atualizada em 29/09/2017 às 22h26min

Manicure está desaparecida há 2 anos e família faz apelo: 'tem que achá-la'

Ela sumiu no dia 28 de setembro de 2015 quando viajava de Barra do Garças para Ribeirão Cascalheira. Ex-namorado chegou a ficar 2 meses preso suspeito de envolvimento no sumiço.

G1 MT
O desaparecimento da manicure Sandra Godoy, de 32 anos, completou dois anos nessa quinta-feira (28). Ela sumiu no dia 28 de setembro de 2015 quando viajava de Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá, para Ribeirão Cascalheira, município localizado a 893 km da capital. A Polícia Civil investiga o caso e o ex-namorado de Sandra chegou a ficar dois meses preso suspeito de ser o responsável pelo desaparecimento dela.
 
Ex-namorado de Sandra Godoy ficou preso por ser principal suspeito de desaparecimento da jovem (Foto: Clodoeste Kassu/Água Boa News)

Ex-namorado de Sandra Godoy ficou preso por ser principal suspeito de desaparecimento da jovem (Foto: Clodoeste Kassu/Água Boa News)

Ex-namorado de Sandra Godoy ficou preso por ser principal suspeito de desaparecimento da jovem (Foto: Clodoeste Kassu/Água Boa News)
 
Segundo Luis Carlos Godoy, irmão de Sandra, a família teve pouca informação do andamento da investigação por parte da Polícia Civil. Os familiares acusam o ex-namorado, que trabalha como gerente de uma fazenda, de ter envolvimento no desaparecimento da manicure. Ele negou à polícia qualquer tipo de participação no sumiço da ex.
 
“Ela foi até lá [Ribeirão Cascalheira] para pegar um dinheiro com ele e passar a escritura de uma casa. Ela foi de ônibus e existem imagens de câmeras que mostram ele buscando ela na rodoviária. Ele mentiu para a polícia”, disse o irmão ao G1.
 
O valor do dinheiro guardado na conta da agência bancária de Sandra é o mesmo desde o dia em que ela desapareceu, de acordo com a família. O irmão cobra das autoridades uma solução sobre o desaparecimento. “Tem que achá-la, descobrir [o que aconteceu]”, declarou Luis.
 
Sandra tem uma filha, atualmente com 14 anos, que está morando com o pai, em Canarana, a 828 km de Cuiabá.
 
Sandra Godoy está desaparecida em Mato Grosso (Foto: Reprodução/ Facebook)

Sandra Godoy está desaparecida em Mato Grosso (Foto: Reprodução/ Facebook)

Sandra Godoy está desaparecida em Mato Grosso (Foto: Reprodução/ Facebook) 
 
O caso já foi conduzido pela delegada Luciana Canaverde, da Polícia Civil de Água Boa, a 736 km da capital, e pelo delegado regional Welber Batista Franco, do mesmo município. No ano passado, Welber havia declarado que o ex-namorado da manicure era o principal suspeito do caso porque ele foi a última pessoa que teve contato com ela. O ex ficou preso por dois meses na Cadeia de Água Boa.
 
Na ocasião em que foi preso, ainda de acordo com a polícia, o ex apresentou contradições em alguns depoimentos, mas, negou envolvimento com o desaparecimento da mulher.
 
Entenda o caso
 
Sandra Godoy desapareceu no dia 28 de setembro de 2015 quando viajou de Barra de Garças, cidade onde morava, com destino a Ribeirão Cascalheira. No caminho a jovem telefonou para a filha, na época com 12 anos, informando que estava tudo bem e, depois disso, não entrou mais em contato com a família.
 
Na ocasião do desaparecimento alguns amigos da manicure afirmaram que ela tinha dito que viajaria para receber uma dívida. À época, Letícia Godoy, irmã de Sandra, afirmou que achava que o caso se tratava de uma emboscada.
 
A manicure conversou com a filha provavelmente quando parou para comer na rodoviária da cidade de Canarana. Ela falou que, quando chegasse em Ribeirão Cascalheira, avisaria a filha.

Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%