20/09/2017 às 17h13min - Atualizada em 20/09/2017 às 17h13min

Familiares reclamam da suspensão de aparelhos de Tv, rádio e cigarros da cadeia de Barra do Garças

Uma carta foi enviada ao site Araguaia Notícia pedindo que as autoridades revejam essa decisão. Já a diretoria da cadeia explica que essa filosofia está ajudando na saúde e ressocialização dos detentos.

Ronaldo Couto / Araguaia Notícia
A cadeia de Barra se tornou exemplo no estado a suspender cigarros e implantar cursos profissionalizantes para os detentos. Só que eles estão reclamando que foram retirados aparelhos de tv e rádio das celas.

As mudanças que foram colocadas na cadeia de Barra do Garças para ajudar na recuperação dos detentos têm contrariado alguns detentos que procuram apoio de familiares e ate mesmo autoridades aqui fora. Recentemente foi suspenso a entrada e uso de cigarros, aparelhos de rádio e tv nas celas. Essas medidas segundo a direção da cadeia tem objetivo de cuidar da saúde dos detentos e oferecer cursos profissionalizantes e evangelização na recuperação dos presidiários.

Uma carta elaborada por um parente de detento – que pediu para não ser identificado – foi enviada a redação do site Araguaia Notícia. Nela, o familiar diz que os detentos estão com medo de que senha retirado o ventilador das celas e até mesmo seja suspenso o café e açúcar deles. A direção da cadeia disse que isso é boato e não procede.

Outro aspecto que familiares reclamam é sobre a superlotação da cadeia com 20 a 30 detentos por cela que estaria difícil a convivência em função do calor e ansiedade que alguns detentos ficam por não estarem fumando ou tendo uma tv ou rádio para entreter.

O diretor da cadeia Jailson André disse que essa filosofia adotada na cadeia está dando certo porque os detentos têm mais para se dedicarem a palavra de Deus (evangelização), a educação assistindo cursos profissionalizantes e palestras.

Acompanhe a carta do parente de um dos detentos.

Venho através desta carta pedir um apelo para autoridades acompanharem a situação da cadeia de Barra do Garças, independente do que nossos filhos aprontaram, continuamos os amando eles da mesma forma.

Bom... venha falar da situação que está a cadeia pública de Barra do Garças, há mais de três meses, cortaram Tvs e rádios dos detentos até aí tudo bem, mas agora foi cortado o café, cigarros, está proibida até a entrada de açúcar e entre outros alimentos que antes eram permitidos. Os boatos são de que até os ventiladores serão proibidos nas celas.
Sei que cada um que está lá dentro errou e estão pagando por seus erros, e não é porque eles erraram que tem que trata-los como bicho.

Gostaria eu como parente de detento que as autoridades maiores revissem a situação que está a cadeia publica de nossa cidade, o calor que nossa cidade faz é insuportável agora imaginar 20, 30 pessoas dentro de um quarto onde mal cabe eles e o ‘coordenador’ está pensando em tirar os ventiladores.

Só quem tá lá dentro ou quem vai visitar sabe do que estou falando, está desumano aquela situação. Então eu peço como familiar, com o humano que as nossas autoridades maiores revissem a situação. 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.5%
1.3%