04/07/2017 às 23h38min - Atualizada em 04/07/2017 às 23h38min

Força Tática ministra palestra contra as drogas em escola de Barra do Garças

PM-MT

Cerca de 40 estudantes da Escola Estadual Antônio Cristino Côrtes de Barra do Garças, com idade entre 12 e 14 anos, assistiram na tarde desta terça-feira (04.07) uma palestra de esclarecimentos sobre consumo e tráfico de entorpecentes.

Ministrada por integrantes do grupo de pesquisa ‘Saber Direito’, do curso de Direito da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), em parceria com policiais da Força Tática da Polícia Militar(5º Comando Regional) e servidores da Justiça Comunitária do Fórum de Barra do Garças, o encontro apresentou explicações legais e sociais, além de esclarecer sobre o que trata a legislação das drogas.

A iniciativa das atividades partiu da professora Larissa Burmann, que é coordenadora do grupo de pesquisa. Desde então em diversas unidades, como creches, igrejas e até em reuniões comunitárias, ocorrem palestras dessa modalidade.  

Conforme o cabo da Força Tática Halan Coelho da Silva, que é estudante de Direto, por ser policial e integrar o grupo de pesquisa os professores e outros integrantes acharam interessante que ele se apresentasse fardado nas escolas.

O entendimento é que dessa forma poderia chamar a atenção e despertar mais a curiosidades dos estudantes sobre o tema.    “Nós fomos a algumas escolas e ficamos a disposição para ministrar as palestras educativas e esclarecer dúvidas. Temos uma enorme preocupação em conscientizar a respeito das drogas”, observa o policial.

O pedido de parceria com a PM foi feito ao comandante local que não só aceitou como permitiu que quatro militares participem em cada atividade do grupo.

Por entender a importância da Educação para o desenvolvimento saudável do adolescente, assim como a implementação de atividades que complementem o ensino regular, a PM, por meio de 5º Comando Regional, desenvolver vários projetos sociais em parceria com a sociedade.    

Os projetos ‘Saber Direito’ e ‘Águias do Tatame’, são alguns deles. Esse primeiro trás informações e esclarecimentos e o segundo atende 40 crianças com idade entre 6 e 12, além de pais, incentivando práticas esportivas como artes marciais entre outras.

 

 
 

Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.6%
5.4%
17.7%
75.2%