01/09/2017 às 18h59min - Atualizada em 01/09/2017 às 18h59min

Jovem é acusada de se passar por filha de juíza para aplicar golpes

Midia News
A Polícia Civil está investigando uma jovem moradora de Sorriso (398 km de Cuiabá), identificada como Joara Pimentel, de 22 anos, suspeita de aplicar golpes em Mato Grosso.
 
Ela foi acusada por diversas vítimas em publicações no Facebook. Uma delas chegou a afirmar que seu prejuízo gira em torno de R$ 30 mil.
 
De acordo com o delegado regional de Sinop, Ugo Reck Mendonça, além de sua cidade natal, ela teria aplicado atuado em vários Municípios, como Lucas do Rio Verde, Sinop e até mesmo São Paulo.
 
Boletins de ocorrência chegaram a ser registrados nas cidades pelas quais Joara passou. Um inquérito de Sinop está correndo contra ela desde o início deste ano.
 
Além da acusação de fazer falsas vendas na internet, Joara ainda se aproximava de algumas pessoas se passando por amiga. E, para ganhar confiança, dizia que era filha da juíza Débora Roberta Pain Caldas, de Sinop. Segundo o delegado Ugo Reck, a magistrada nem tem filha.
 
Além disso, Joara tinha vários contatos e costumava frequentar locais de festas das cidades. Conforme o delegado, ela chegava a convidar as pessoas para jantares ou dava presentes, para no final pedir dinheiro emprestado com a promessa de que retornaria o dinheiro por depósito. O que, segundo a Polícia Civil, não acontecia.
 
Em uma publicação no Facebook, um morador de Sinop denunciou que em junho do ano passado havia feito um depósito na conta da jovem para comprar dois celulares. Entretanto, os aparelhos não foram entregues e ele ficou com um prejuízo de R$ 9,8 mil.
 
De acordo com o delegado, as vítimas de Sinop já foram ouvidas no inquérito, mas até o momento a jovem não foi encontrada.
 
Em decorrência da quantidade de acusações, a Polícia ainda não sabe informar o tamanho do prejuízo que ela teria deixado.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%