27/08/2017 às 16h06min - Atualizada em 27/08/2017 às 16h06min

Seduc muda data de prova de concurso público de Mato Grosso

Prova para cargo de técnico administrativo educacional foi adiada devido ao número de inscritos

G1 MT
A data da prova para o cargo de técnico administrativo educacional da Secretaria Estadual de Educação (Seduc-MT) foi alterada devido ao número de inscrições para a vaga. A alteração foi publicada na edição do Diário Oficial do Estado que circula neste sábado (26), por meio da retificação do edital do concurso.
 
Um total de 93.318 candidatos pessoas fizeram a inscrição para concorrer às 928 vagas para o cargo de técnico administrativo.
 
A prova estava prevista para o dia 24 de setembro. Com a mudança, a prova para técnico administrativo será aplicada no dia 1º de outubro deste ano, sendo que a prova objetiva no período da manhã e a discursiva, à tarde.
 
Com as datas previstas no edital mantidas, a prova para professor da educação básica será aplicada no dia 17 de setembro, também de manhã e à tarde, enquanto a do cargo de apoio administrativo no dia 24 de setembro.
 
O concurso oferece 3.324 vagas para o cargo de professor; 1.496 vagas para o cargo de apoio administrativo e 928 para o cargo de técnico administrativo, além de cadastro de reserva de 50% do total de vagas.
 
Ao todo, 250.553 concorrem às 5.748 vagas oferecidas no concurso.
 
De acordo com a Seduc, os cargos mais concorridos são de apoio administrativo educacional, para o qual houve 111.615 inscrições. As vagas de técnico administrativo são disputadas entre 93.318 candidatos. Foram recebidas 45.620 inscrições para professor da educação básica.
 
Salários
 
A remuneração paga hoje aos professores em início de carreira é de R$ 3.640,34 (30 horas semanais). Para os demais cargos, os valores são de R$ 1.456,11 e R$ 1.167,12.
 
Provas
 
As provas serão aplicadas nos municípios polos de Mato Grosso: Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Confresa, Cuiabá, Diamantino, Juara, Juína Matupá, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste, Rondonópolis, São Félix do Araguaia, Sinop e Tangará da Serra, em locais que serão divulgados em breve.
 
O concurso é realizado pelo Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC).
 
Além das quatro fases eliminatórias para o cargo de professor, o concurso ainda terá nota de corte de 5,0 pontos nas três primeiras etapas.
 
A primeira fase será composta por uma prova objetiva de múltipla escolha, com 70 questões, e a segunda fase por uma redação e uma prova dissertativa com quatro questões, sendo três da disciplina específica à qual o candidato concorre, e uma relativa às políticas públicas de educação.
 
Os classificados para a terceira fase passarão por uma avaliação didática com apresentação de uma aula, cujo conteúdo deverá ser pré-determinado, na área específica de atuação, com duração de 20 minutos para apresentação e 10 minutos para questionamentos da banca avaliadora. A quarta e última fase será a de avaliação de títulos, também de caráter classificatório.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.1%
24.5%
1.4%