24/08/2017 às 13h40min - Atualizada em 24/08/2017 às 13h40min

Seaf realiza 1º Encontro da Agricultura Familiar de Mato Grosso

Henrique Pimenta | Seaf MT
O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários, realiza nos dias 30 e 31 de agosto, o 1º Encontro da Agricultura Familiar de Mato Grosso, evento que será realizado Hotel Fazenda Mato Grosso, em Cuiabá.O objetivo do evento é promover o encontro de gestores (técnicos, especialista, secretários municipais de agricultura e conselheiros municipais e estaduais de desenvolvimento rural sustentável) da Agricultura Familiar do Estado de Mato Grosso para compartilhamento de informações, debates e construção de políticas públicas.

O público-alvo são os representantes dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável dos 141 municípios, bem como gestores (técnicos, especialista, secretários municipais de agricultura) da agricultura familiar nos munícipios do Estado.

O encontro terá como grande atração o lançamento do inédito “Plano Estadual da Agricultura Familiar – PEAF MT” como documento físico e também como plataforma digital.

Segundo o Secretário de Estado de Agricultura Familiar Suelme Fernandes, o Plano PluriAnual (2016-19) da Seaf, foi adequado de acordo com os direcionamentos do Peaf, discutido com mais de 900 membros da sociedade civil organizada do Estado, tornando a construção da política pública transparente e democrática. Assim sendo, o Plano de Trabalho Anual de 2018 da pasta foi elaborado de acordo com as diretrizes do Peaf.

Os eixos temáticos que nortearam o plano são: Assistência Técnica e extensão Rural, Regularização Fundiária e Ambiental, Agregação de Valor e Comercialização, Produção Sustentável e Gestão, Governabilidade e Territorialidade.

A construção do inédito PEAF-MT teve participação da sociedade civil, além do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia, Empaer, Intermat e do Instituto Centro de Vida.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.4%
24.3%
1.4%