23/08/2017 às 17h32min - Atualizada em 23/08/2017 às 17h32min

Major assume companhia de Aragarças prometendo colocar o GPT nas ruas em breve

A cerimônia contou com a presença do prefeito José Elias Fernandes e diversos representantes das forças de segurança de Aragarças e Barra do Garças

Araguaia Notícia
Uma cerimônia na manhã de quarta-feira (23/8) marcou a troca de comando da 4ª companhia da Polícia Militar (PM) de Aragarças-GO, na divisa com Mato Grosso. Assumiu o comando da companhia: o major Sandro Botelho que veio de Goiânia e que tem 27 anos de corporação.

Ele elogiou o seu antecessor o capitão Geovanni, que está indo para capital goiana fazer um curso de major, e ressaltou que irá se empenhar para colocar nos próximos dias nas ruas de Aragarças, o Grupo de Patrulhamento Tático (GPT) desafio este também que era do Geovanni. “Estamos dependendo apenas de pintar a viatura e alguns detalhes sobre efetivo para colocarmos o GPT nas ruas cujo compromisso foi assumido pelo vice-governador de Goiás José Eliton e do comandante-geral da PM”, enfatizou, todavia o major não explicou se o grupo GPT será criado com a vinda de novos policiais ou serão utilizados os já existentes na 4ª companhia.

O prefeito de Aragarças José Elias Fernandes esteve na troca de comando acompanhado da esposa e primeira-dama de Aragarças Mara Nei. “Eu atuei por vários anos na segurança pública como delegado e sei da importância de termos uma polícia forte e combativa. Para tanto procuramos apoio do governador Marconi que nos prometeu reforçar a PM de Aragarças com mais 40 homens e instalar o GPT”, relembrou o prefeito José Elias.

Sobre a troca de comando, o capitão Geovanni – visivelmente emocionado – agradeceu a tropa primeiramente pelo apoio que recebeu ao longo de um ano e meio que esteve à frente da 4ª companhia e salientou que esse momento não é um adeus, mas sim um até breve. “Quero sim retornar um dia e voltar a contribuir com a segurança desta cidade que me recebeu tão bem”, completou.

Geovanni lembrou que sua trajetória em Aragarças começou num momento de crise quando o GPT foi afastado das ruas e havia uma necessidade de novos oficiais no município. De lá para cá, muita coisa evoluiu e hoje a população é quem pede ansiosamente a volta do GPT para as ruas para justamente dar paz e tranquilidade ao povo de Aragarças.

“Saio com a consciência do dever cumprido e espero quando retornar encontrar todos os amigos que aqui eu constitui”, completou.  O coronel Gilvan, do 58º Bimtz (Exército); delegado Ricardo Galvão, PJC-GO; delegado Heródoto Fontenelle, representando a PJC-MT; major Diniz da PM-MT e representantes da PRF e Politec participaram da solenidade como reconhecimento pela parceria entre a PM de Aragarças e as forças de segurança de Barra do Garças. 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.5%
1.4%