18/08/2017 às 12h32min - Atualizada em 18/08/2017 às 12h32min

BR-163 será concluída pelo Exército até o fim de 2018

Mapa
Foi assinada nesta quinta-feira (17) pelo ministro dos Transportes, Portos e Aviação, Maurício Quintella, termo de transferência no valor de R$ 128,5 milhões para o Exército pavimentar até o fim do próximo ano 65 km da BR-163 (Cuiabá-Santarém), entre as localidades de Novo Progresso e Igarapé do Lauro, no Pará. A rodovia é importante escoadouro de grãos entre o Centro-Oeste do país até os terminais de Miritituba, no município de Itaituba, e de Santarém (PA) . O porto de Miritituba fica às margens do rio Tapajós, 300 quilômetros ao sul de Santarém.

O ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) disse que “finalmente pode testemunhar a assinatura do termo”, que garante finalizar os 955km da rodovia localizados no estado do Pará. Dos 100 km que faltavam, entre a divisa com o Mato Grosso até Miritituba, 65 km se referem ao termo assinado com o Exército e outros 35km já estavam em obras. “Não faltarão recursos para a execução”, garantiu o ministro dos Transportes, observando que a obra é considerada prioritária no governo.



Maggi observou que a BR 163 é uma promessa de 50 anos, necessária para os estados do Mato Grosso e do Pará, já que os produtores dependem dela para ter acesso à hidrovia, mas, “especialmente importante para a população do sudoeste do estado paraense”.

Em fevereiro deste ano, com as chuvas intensas que ocorreram, chegou a se formar uma fila de 2 mil caminhões em atoleiro de trecho em obras. Nos períodos de maior intensidade de escoamento trafegam até 1.500 caminhões pela rodovia. Os portos localizados na região norte do país facilitam a exportação para países da Europa, para os Estados Unidos e para a Ásia, pelo Canal do Panamá.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.4%
1.4%