05/04/2011 às 12h01min - Atualizada em 05/04/2011 às 12h01min

Pitbull é sacrificada após atacar o próprio dono

Por pouco o proprietário da cadela não perde a mão

Olhar Direto
Reprodução Pitbull é uma raça projetada em laboratórios

Uma cadela da raça pitbull foi sacrificada após avançar em duas pessoas, inclusive no próprio dono. Ele quase teve a mão arrancada pelo animal. O ataque aconteceu em uma oficina de lanternagem, no setor central do município de Barra do Garças.

Enfurecido, o animal escapou do cercado e atacou uma pessoa. O proprietário do animal, Arlindo Pereira Correa, 33 anos, tentou evitar a agressão e foi mordido pelo cachorro, que por pouco não arrancou-lhe a mão.

De acordo com os presentes, a confusão ficou ainda maior quando populares tentaram deter o animal com pedaços de pau e baldes de água. Os bombeiros foram acionados para dominar o animal e uma veterinária para aplicar tranqüilizante. Com o consentimento do dono, o cachorro foi sacrificado.

O veterinário Gustavo Hassen informou que não existe uma explicação técnica dos motivos que fazem um pitbull ou rottweiler atacarem. Ele salientou que é do instinto desses animais, que foram projetados em laboratório. Segundo o veterinário, as raças pitbull e rottweiler são agressivos por natureza e quando estranham o próprio dono, a orientação é a que se faça o sacrifício.

Gustavo orientou que as pessoas que depararem com uma briga ou ataque de cães que utilizem a fumaça de extintores para apartar. Recentemente, no bairro Mangueiras, em Barra do Garças, outro pitbull atacou uma criança de 9 anos, causando ferimentos no rosto. O garoto atacado era filho da empregada doméstica da casa e o proprietário do animal decidiu doá-lo.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.4%
1.4%