03/07/2017 às 19h33min - Atualizada em 03/07/2017 às 19h33min

Travesti é encontrada morta com requintes de crueldade

Midia News
Uma travesti de 24 anos foi encontrada morta no pátio de um supermercado em Sorriso (398 km de Cuiabá) no domingo (2).
 
Identificada como Larissa Valverde, a vítima tinha em seu corpo marcas de crueldade, como perfurações no pescoço, costas e um desodorante introduzido ao ânus.
 
Segundo informações da Polícia Civil, que iniciou as investigações na manhã desta segunda-feira (3), uma chave de fenda manchada de sangue foi encontrada perto do corpo da vítima, que estava de bruços.
 
Além disso, a bolsa de Larissa estava jogada no chão, com nada dentro. A Polícia suspeita que Larissa tenha sido vítima de latrocínio – roubo seguido de morte.
 
Uma amiga da vítima foi até a Delegacia prestar queixa, informando que ela realizava programas na região. A documentação de Larissa ainda constava seu nome de batismo, registrada como Luiz Henrique Ferreira.
 
A Polícia Civil apura o caso e busca pelo suspeito.
 
Crime de ódio recorrente

 
Outro assassinato contra travestis foi registrado há uma semana. Tabata Brandão, de 30 anos, foi morta na manhã de domingo (25), após ser baleada com quatro tiros em Rondonópolis (a 212 km de Cuiabá).
 
A Polícia Civil (PJC) foi informada do crime por uma testemunha, que disse ter visto uma motocicleta de cor escura, por volta das 5h, seguir na direção da vítima, na rua 19 de novembro, no bairro Belo Horizonte.
 
Após atirar na vítima, o motociclista fugiu do local. A testemunha, ao se aproximar, viu que a travesti tinha levado quatro tiros.
 
Tabata Brandão não resistiu e morreu na cena do crime.
 
A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa de Vila Operária, em Rondonópolis, irá conduzir as investigações.
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.6%
5.5%
17.6%
75.2%