25/06/2017 às 17h22min - Atualizada em 25/06/2017 às 17h22min

Homem acusado de roubar escritório de advocacia é preso

Midia News
Um jovem reconhecido como autor do roubo em um escritório de advocacia em Cuiabá foi  preso pela Polícia Judiciária Civil, na quinta-feira (22), em ação da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA).  Segundo as investigações, L.A.S., 20, e um comparsa foram responsáveis pelo roubo de uma caminhonete Toyota Hilux, além de vários outros bens do estabelecimento.

O assalto aconteceu no dia 24 de abril, no escritório de advocacia no bairro Carumbé, próximo ao Condomínio Alphaville, na Capital. Os criminosos armados entraram no imóvel e após amarrarem as vítimas em uma sala, começaram a subtrair objetos e aparelhos eletrônicos do local, como notebook, impressora, aparelhos de ar-condicionado, celular e dinheiro.  A caminhonete Toyota Hilux da vítima foi levada na fuga dos assaltantes.

Durante as investigações da DERRFVA, L.A.S foi identificado como um dos autores do crime, sendo reconhecido pela vítima, através de foto, como um dos assaltantes que entrou no escritório.  O passo seguinte dos investigadores foi diligenciar em busca do suspeito, localizado na quinta-feira (22), no bairro CPA-III, na Capital.

Após ser feito, o investigado foi conduzido a delegacia, onde passou pelo reconhecimento pessoal da vitima, que o apontou seguramente como um dos autores do roubo.

Formalmente interrogado pelo delegado Marcelo Martins Torhacs, L.A.S. de maneira fria e tranquila admitiu a prática do roubo com riqueza de detalhes. O suspeito alegou que precisou praticar o crime porque devia uma quantia significativa a traficantes de drogas.

Diante da situação, o delegado representou pela prisão preventiva do assaltante. “Além da gravidade concreta do assalto em questão, o investigado possui antecedentes criminais, demonstrando a  sua reiteração em condutas criminosas e a necessidade de sua prisão”, destacou o delegado. 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%