06/06/2017 às 06h48min - Atualizada em 06/06/2017 às 06h48min

Presidente do TJ-MT visita terreno do novo fórum de Água Boa

Assessoria / TJ-MT
Assessoria
O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargador Rui Ramos Ribeiro visitou nesta segunda-feira (5 de junho), o terreno onde será construído o novo fórum da Comarca de Água Boa. A inspeção deu ‘start’ ao convênio entre o Poder Judiciário e o Executivo municipal, que se uniram para edificar a obra.
 
“Ainda estamos na fase inicial do projeto, mas conhecemos a limitação do atual prédio que tem 27 anos. Sabemos que é preciso oferecer aos servidores e jurisdicionados de Água Boa um local novo, moderno e condizente com a realidade das demandas. Embora seja um período de grandes sacrifícios financeiros em função da crise, temos que atender nossos projetos, oferecer melhorias à sociedade para aprimoramento da prestação de serviços jurisdicionais”, ressaltou o presidente Rui Ramos.
 
Durante reunião, o prefeito do Município, Mauro Rosa, ressaltou a parceria firmada entre os poderes e a rapidez no atendimento à solicitação. “Agradecemos ao presidente do TJ, ele foi chamado e prontamente nos atendeu, isso mostra a qualidade de gestão do seu trabalho que reflete diretamente nas comarcas. Esta é uma obra de extrema importância para nossa cidade, será um legado compartilhado. Uma edificação que vem ao encontro do crescimento do nosso município, que irá melhorar a estrutura para a sociedade como um todo”.
 
Benefício direto para a comunidade local na opinião do juiz substituto e diretor do Foro de Água Boa, Alexandre Meinberg Ceroy. “Água Boa é um polo em franco crescimento, por isso existe a necessidade de o Poder Judiciário acompanhar esta evolução. É uma honra para nós termos a solicitude do presidente frente ao nosso pleito”.
 
Também participaram da reunião o juiz auxiliar da presidência, Tulio Duailibi, o juiz da 2ª Vara de Água Boa, Ramon Fagundes Botelho, as promotoras Alice Arruda e Clarice Gomes de Lima, o defensor público, Wendel Renato Cruz e autoridades locais.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%