05/06/2017 às 18h04min - Atualizada em 05/06/2017 às 18h04min

Polícia Civil desvenda morte de caminhoneiro que estava em clinica de recuperação em Barra do Garças

Ronaldo Couto / Araguaia Notícia
O delegado titular da 1ª DP de Barra do Garças Adriano Alencar confirmou numa coletiva na tarde de segunda-feira (5/6) que está esclarecida a morte do caminhoneiro da cidade de Canarana-MT, Claudio Sérgio Andrade Lima, 42 anos, que estava fazendo tratamento numa clinica de recuperação em Barra do Garças quando saiu da clinica e foi encontrado morto sete dias depois.

O corpo de Claudio Sérgio foi localizado no dia 27/2 e na época a perícia chegou à conclusão de ele foi morto por estrangulamento.

Com isso e, seguindo diretrizes do delegado regional Adilson Gonçalves de Macedo e sob coordenação dos delegados Renato Resende e Adriano Alencar, a Polícia Civil passou a trabalhar com a hipótese de um homicídio e foi em busca de identificar e prender o autor.

Na data de hoje, em continuidade ao procedimento investigatório, foi realizada a reprodução simulada dos fatos.  Sendo que essa diligência exitosa, eis que resultou na confissão de Felipe Alves Lima, ao qual confessou ser o autor do homicídio. Ele alegou que tratou se de "acidente", ocorrido após luta corporal, pois não teria tido a intenção de matar o colega de internação e tratamento contra dependência química. Felipe alega que estava junto com Claudio no tratamento quando saíram da clinica e tiveram uma divergência ao ponto dele enforcar o companheiro.

O delegado Adriano Alencar confirmou o indiciamento de Felipe por homicídio, mas o caso já passado e venceu a temporária, Felipe ficará em liberdade aguardando o julgamento em Júri Popular. A confissão dele foi acompanhado pelo dele de Felipe, Dr Vinicius.

Adriano Alencar reiterou que a Polícia Civil de Barra do Garças tem se empenhado para uma resposta estatal adequada frente às práticas criminosas, em especial aos crimes dolosos que atentam contra a vida, bem como consubstanciado nos dados estatísticos de que a equipe 1ª DP da Polícia Civil de Barra do Garças, no ano de 2017, encontra-se com 100% dos casos de crimes dolosos contra a vida com autoria identificada.
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%