04/06/2017 às 09h50min - Atualizada em 04/06/2017 às 09h50min

Homem mais velho de Mato Grosso mora em Barra do Garças com 106 anos; veja vídeo:

Ronaldo Couto / Araguaia Notícia


Certamente um dos homens mais velhos de Mato Grosso é o senhor Calisto Pereira Cardoso, de 106 anos. Ele reside em Barra do Garças no bairro Jardim Araguaia na rua E e está sendo cuidado pela nora Maria Nilda Fernandes.

Calisto tem várias histórias para contar e gosta de tomar uma café e bater papo. Ele trabalhou na lavoura, no cabo da enxada, até os 89 anos de idade, quando sofreu um derrame numa parte do corpo e teve que parar. Hoje ele está prostrado numa cama e atualmente está sendo cuidado pela nora em Barra do Garças.

A família do Calisto recebeu a reportagem da TV Band de Barra do Garças, no final do mês de maio, para contar um pouco da história deste homem espetacular. Ele nasceu na região dos Brejões na Bahia no dia 11 de Outubro de 1910.
Calisto relembrou o tempo em que foi garimpeiro. E foi atrás de diamante que ele veio da Bahia para Mato Grosso na década nos anos de 1940.

O aposentado conta que chegou a pegar alguns diamantes no passado, mas não soube guardar o dinheiro e acabou gastando tudo. Mas mesmo assim é um homem feliz que teve 19 filhos sendo dez do primeiro casamento e mais nove do segundo matrimonio.

Nessa reportagem, a família pede ajuda da população em fraldas geriátricas, frutas, verduras, cesta básica para ajudar na alimentação do senhor Calisto.

Com tranqüilidade, o homem mais velho de Barra do Garças falou sobre a morte e disse que está preparado para quando for chamado por Deus e revelou que o seu último desejo é arrumar uma casa para nora Maria Nilda.

Quem quiser ajudar o senhor Calisto pode ligar no telefone (66) 9 9200 6544 ou visitá-lo na rua E quadra 21 casa 24 no Jardim Araguaia.

No mês de outubro estaremos, com certeza, no aniversário de 107 anos do senhor Calisto. Acompanhe a reportagem do senhor Calisto
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%