03/06/2017 às 14h28min - Atualizada em 03/06/2017 às 14h28min

Haitiano é acusado de estuprar e manter a prima em cárcere

Midia News
Um haitiano de 37 anos foi preso nesta quinta-feira (1º), acusado de estuprar e manter em cárcere privado uma mulher de 25, que seria sua prima. O caso aconteceu em Sinop (500 km de Cuiabá).

A vítima ainda relatou que está grávida do homem.

De acordo com o boletim de ocorrência, a moça, que também é haitiana, abordou uma viatura da Polícia Militar que fazia rondas na região.

Em razão da dificuldade de comunicação, os policiais conseguiram traduzir o que ela dizia por meio de um aplicativo de celular.

Ela contou que chegou ao Brasil há dois meses para morar com o primo, e que há um mês passou a ser abusada constantemente. Ela relatou que ainda era ameaçada de morte caso contasse a alguém. 

Segundo ela, o homem a mantinha trancada dentro de uma casa, além de ter tomado todos os seus documentos pessoais.

Com base no relato da vítima, os PMs procuraram a Polícia Federal e um policial que fala francês conversou com a mulher, que relatou a mesma história.

A Polícia Militar foi até o local de trabalho do suspeito e o prendeu. Ele foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil da cidade, onde o caso será investigado.

Desde o terremoto de 2011 - que matou mais de 300 mil pessoas no Haiti - milhares de haitianos deixaram o país em busca de oportunidades em outros países. O Brasil foi um destino. Atualmente, há centenas deles morando em Mato Grosso.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.0%
23.7%
1.3%