03/06/2017 às 14h25min - Atualizada em 03/06/2017 às 14h25min

Mulher é acusada de prostituir filha menor e fotografar abusos

Midia News
Policiais civis prenderam na tarde de sexta-feira (2) uma mulher acusada de prostituir a própria filha, de 13 anos, em Rondonópolis (214 km de Cuiabá).
 
A mulher, identificada pelas iniciais F.L.S., consentia e orquestrava as relações sexuais ilegais, além de expor a menor tirando fotos e as divulgado no momento em que os abusos aconteciam.
 
O mandado prisão preventiva foi cumprido por volta das 15 horas, na casa da suspeita.
 
Policiais do Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra), da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher e da Delegacia Especializada do Adolescente (Dedica) participaram da ação.
 
Também foi cumprido o mandado de busca e apreensão por materiais que continham pornografia infantil, que foram encaminhados para perícia.
 
De acordo com o artigo 240 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), é proibido produzir, reproduzir, dirigir, fotografar, filmar ou registrar, por qualquer meio, cena de sexo explícito ou pornográfica, envolvendo criança ou adolescente.
 
A pena do crime vai de 4 a 8 anos de reclusão e multa.
 
A mulher foi algemada e conduzida para a Delegacia da Mulher, onde permanece detida. A delegada Karla Peixoto Ferraz é responsável pela investigação do caso.



Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%