Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90
25/05/2017 às 14h46min - Atualizada em 25/05/2017 às 14h46min

Sintep realiza seminário municipal

O Repórter do Araguaia
A subsede do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep) de São Félix do Araguaia realizou na manhã da ultima quarta-feira, 24, na Câmara Municipal de vereadores, o Seminário Municipal de Educação que debateu com estudantes, profissionais da educação e representantes da comunidade as reformas da Previdência e do Ensino Médio.A proposta do Seminário foi trazer esclarecimentos aos profissionais da educação, representantes dos diferentes segmentos convidados, além do público em geral, quanto aos impactos que as medidas promovem nas políticas educacionais e sociais para a classe trabalhadora.

O presidente Henrique afirmou que o governo federal está promovendo o desmonte dos direitos da classe trabalhadora. “Os impactos das reformas afetarão todos os trabalhadores e essa é uma luta da classe contra os ataques aos nossos direitos. Precisamos ficar unidos para garantir que nossos direitos sejam garantidos Todos devem se informar, articular e fazer a resistência. Precisamos unir forças para continuar a luta em defesa dos direitos não só dos trabalhadores, mas de toda a sociedade e dizer não aos retrocessos e juntos teremos força para barrar as tentativas de retiradas de direitos imposta pelo governo de Michel Temer, afirma o presidente do Sintep de Mato Grosso, Henrique Lopes do Nascimento.

De acordo com o articulador sindical Juleo, a proposta de reforma da Previdência é a mais radical já apresentada na história previdenciária brasileira. “Não podemos aceitar um ataque brutal como essa medida, que destrói a perspectiva e o sonho dos trabalhadores e trabalhadoras em ter na velhice uma aposentadoria digna. Todo trabalhador está sendo envolvido nesse processo de reforma que é fazer com que a classe trabalhadora pague essa conta”, concluiu.

Para o Sintep/MT, a reforma da Previdência, em curso no Congresso Nacional, e mesmo a Reforma do Ensino Médio, já instalada, apresentam sérias e significativas mudanças na vida dos trabalhadores do serviço público e privado, das famílias do campo e da cidade. O Ensino Médio precisa ser reformulado, porém, não basta uma mudança na organização do currículo. É preciso pensar nessa amplitude de elementos: a formação do professores; as condições do trabalho docente; a estrutura física e material das escolas e as políticas de assistência ao estudante.

O presidente Valdemar Farias e a secretária Ivania Ferreira Costa da Subsede de São Félix do Araguaia, a vice-presidente estadual do sindicato; Jocilene Barboza dos Santos, o secretário de articulação sindical, Júlio César Viana e a diretora regional; Lucimeire Lazara também participaram do evento.

Araguaia Notícia  Publicidade 790x90


Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real  CLIQUE AQUI
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90