24/04/2017 às 17h32min - Atualizada em 24/04/2017 às 17h32min

Operação prende primos suspeitos de assassinar jovem

Midia News
A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Judiciária Civil, deflagrou nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira (24.04) a operação “Fratis” que levou à prisão dois primos na Capital.

Ambos são apontados como autores da morte do jovem Luiz Henrique Muniz Nazareth, 18 anos, cunhado de um dos agressores, por conta de desentendimento familiar.

Durante ação de cumprimento de mandados de prisão temporária, e de busca e apreensão, no bairro Goiabeiras, foram presos os suspeitos Paulo Marcos Cebalho da Silva Dias e Gustavo Murilo Cebalho da Silva Costa.

O crime aconteceu na noite de 18 de junho de 2016, no bairro Pedregal.

Na ocasião, as investigações desenvolvidas pela DHPP apontaram que os suspeitos chegaram em um veículo Gol Cor Prata rebaixado e desferiram um disparo de arma de fogo que atingiu a cabeça da vítima (região ocular), que veio à óbito no local.

A motivação do crime seriam desentendimentos anteriores envolvendo os dois acusados e Luiz Henrique, por conta de atrito no relacionamento amoroso envolvendo a irmã de Luiz com Paulo.

De acordo com o delegado que preside as investigações do caso, Marcelo Fernandes Jardim, durante o interrogatório Gustavo acabou confessando a execução do disparo da arma de fogo, sendo considerado, portanto, o autor do ato direto.

Ele alegou estar sendo ameaçado pela vítima. Já Paulo, cunhado da vítima, atuou como partícipe do crime, dirigindo o veículo que levou ambos os suspeitos até ao endereço de Luiz.

Os suspeitos serão apresentados ao Judiciário ainda nesta segunda-feira (24) para encaminhamento a Penitenciária Central do Estado (PCE).

“Até a próxima semana o Inquérito Policial deverá ser concluso, com a explanação de elementos sólidos que vinculam os suspeitos ao crime, e que poderão ensejar a conversão da prisão temporária dos suspeitos em prisão preventiva”, destaca.

 
Notícias Relacionadas »
Comentários »