22/11/2012 às 17h54min - Atualizada em 22/11/2012 às 17h54min

Guardas são demitidos e parque estadual pode ser fechado em MT

Olhar Direto
Chocolate News

A decisão do governo do estado de fazer contenção de despesas atingiu o funcionamento do parque estadual da Serra Azul, em Barra do Garças, a 509 km de Cuiabá. Os seis funcionários que atuavam na segurança do parque foram demitidos nesta quarta-feira (21) e a unidade de preservação ambiental corre risco de ser fechada para visitações.
Os guardas foram dispensados pela empresa Transamérica, responsável pelo serviço terceirizado de monitoramento do parque, que alega que não está recebendo do estado e por isso teve que suspender os contratos. O gerente do parque, Pedro Fernando Santiago, informou que manteve contato em Cuiabá com superiores e obteve a informação de que a dívida já teria sido renegociada em três parcelas. E com isso, ele acredita que as demissões podem ser suspensas e guardas serem mantidos.

Sobre o possível fechamento do parque, Pedro Santiago descartou essa possibilidade, pois já convocou o ambientalista Francisco Cândido da Silva, conhecido Garrincha, da Associação Amiga dos Animais, para ajudar com as guaritas e manter a unidade aberta as visitações.

O parque de Barra do Garças foi um dos primeiros a ser atingido com a contenção de despesa que o governo iniciou. Foram retirados mais de R$ 10 milhões do orçamento da Sema cujo montante já estaria fazendo falta na manutenção dos parques.

O parque da Serra Azul foi constituído por lei em 1994 pelo ex-deputado estadual Humberto Bosaipo. Com uma área de 10 mil hectares, a unidade apresenta várias cachoeiras que são freqüentadas constantemente pela população e uma variedade de animais silvestres. O serviço de monitoramento foi criado para evitar a depredação do parque. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »