10/04/2017 às 16h36min - Atualizada em 10/04/2017 às 16h36min

Major é ouvido e mantém versão de que universitário foi morto por bala perdida; PM-MT emite nota

NX1
O comandante da PM de Nova Xavantina, Major Fabiano Roosevelth Escolástico foi ouvido na noite deste domingo (09) na delegacia de polícia civil para prestar esclarecimentos sobre a morte de Renan Luna, de 22 anos, morto com um tiro na saída de uma festa universitária.

Em seu depoimento, o comandante Escolástico manteve versão publicada no NX1 (ver aqui). Após a morte do rapaz, três pessoas foram detidas pela Polícia Militar por terem atacado o major durante a festa.

Por meio de nota, a PM disse que já instaurou inquérito policial militar para apurar o fato e as circunstâncias da participação do comandante da 3ª Companhia de Polícia Militar na ocorrência. A apuração será feita a partir de depoimentos dos policiais, demais envolvidos e testemunhas, além de laudos periciais e outros recursos, informou a corporação.

Renan Luna foi morto ao deixar a festa, organizada por estudantes da Unemat (Universidade do Estado de Mato Grosso), e ia em direção ao carro. A vítima era da cidade de Água Boa, mas estudava engenharia elétrica em Bauru (SP). O rapaz morreu ainda no local.

Veja nota da PM-MT 

“A Polícia Militar informa que já instaurou inquérito policial militar para apurar o fato e as circunstâncias da participação do comandante da 3ª Companhia de Polícia Militar na ocorrência envolvendo a prisão de três indivíduos e a morte do jovem Renan Luna, 22, na madrugada deste domingo (09.04), durante uma festa de estudantes no município de Nova Xavantina.

A PMMT reitera que a apuração ocorrerá a partir de depoimentos dos policiais militares e dos demais envolvidos, de testemunhas, além de laudos periciais e outros recursos que forem considerados necessários ao esclarecimento da ocorrência.” 
Notícias Relacionadas »
Comentários »