29/03/2017 às 15h04min - Atualizada em 29/03/2017 às 15h04min

JBS dá férias coletivas a funcionários de frigoríficos em MT

Midia News
O grupo JBS – investigado na Operação Carne Fraca, da Polícia Federal – anunciou a concessão de férias coletivas de 20 dias a funcionários de quatro plantas frigoríficas localizadas em Mato Grosso.
 
Além das unidades mato-grossenses, um frigorífico em São Paulo, três em Mato Grosso do Sul, um em Goiás e um no Pará também deverão reduzir o número de profissionais em atividade.
 
A JBS não revelou, no entanto, quantos funcionários serão atingidos com a determinação.
 
Por meio de nota, a empresa afirmou que a medida se fez necessária em razão dos embargos anunciados à carne brasileira, por parte dos principais países que importam a proteína animal.
 
Além disso, segundo a nota, o grupo afirma que registrou uma retração nas vendas de carne bovina no mercado interno desde a deflagração da Operação Carne Fraca, no dia 17 de março.
 
“A companhia esclarece que é imprescindível ajustar os volumes de produção para normalizar os níveis de estoques de produtos destinados ao mercado interno, assim como reescalonar a programação de embarques de produtos para os clientes do mercado externo que ficaram represados durante esse período, de forma a não sobrecarregar os sistemas de recebimento e estocagem dos mesmos”, diz trecho da nota.
 
Conforme divulgado pelo MidiaNews, o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) revelou que quatro dias após a deflagração da Carne Fraca a média diária de exportação de carnes que era de US$ 63 milhões, caiu para US$ 74 mil.
 
Em Mato Grosso, embora nenhum frigorífico tenha sido alvo da operação, os prejuízos também foram sentidos pelo setor, segundo o Sindicato da categoria.
 
“É difícil falar em números, porque nós não temos acesso ao balanço individual de cada empresa, mas com certeza Mato Grosso deixou de exportar muita coisa e deixou de abater porque não tinha como escoar a produção. Então, isso prejudicou tanto a indústria quanto os produtores”, avaliou o presidente do Sindifrigo, Luiz Antônio Freitas Martins.
 
Em Mato Grosso, o grupo JBS informa em seu site que possui 24 plantas, entre unidades de processamento de bovinos, de confinamento de bovinos, de couro, centros de distribuição e unidades e centros de distribuição de aves.
 
Entre as marcas comercializadas pela JBS estão a Friboi, a Seara e a Maturata.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.2%
23.5%
1.3%