24/03/2017 às 16h45min - Atualizada em 24/03/2017 às 16h45min

Após três dias de paralisação JBS volta ao abate de bovinos na segunda

Água Boa News
Os abates na unidade do JBS de Água Boa foram interrompidos na quarta-feira (22) e retorna na próxima segunda-feira (27). Das 11 plantas no estado de Mato Grosso os abates só não foram interrompidos no município de Diamantino.

A JBS em Mato Grosso está presente e operando com a divisão JBS Carnes nos municípios de Água Boa, Alta Floresta, Araputanga, Barra do Garças, Colíder, Confresa, Diamantino, Juara, Juína, Pedra Preta e Pontes e Lacerda. Já com a divisão JBS Couros opera em Barra do Garças, Pedra Preta e Colíder. No município de Tangará da Serra a empresa está presente com a marca Seara.

A empresa confirmou em nota nesta quinta-feira (23) a interrupção. A medida ocorreu após a deflagração da Operação Carne Fraca, desencadeada pela Polícia Federal. 

Segundo a JBS, o abate deve ser retomado na próxima semana. No entanto, a empresa prevê uma redução de 35% da capacidade produtiva. No Brasil, a produção de carne nos frigoríficos da empresa foi suspensa em 33 das 36 unidades. Em Mato Grosso, são abatidas diariamente 20 mil cabeças de gado.

A empresa afirma ainda que trabalha para manter a manutenção do emprego de seus 125 mil colaboradores em todo o Brasil.

As medidas, segundo a JBS, visam ajustar a produção até que haja uma definição sobre os embargos impostos pelos países compradores de carne brasileira.

Em Araputanga e Pontes e Lacerda, respectivamente, por exemplo, o abate está suspenso desde a terça-feira (21).

Operação Carne Fraca

Durante a Operação Carne Fraca, a Polícia Federal prendeu 36 pessoas suspeitas de envolvimento em um esquema de fraude na produção e comercialização de carne. Algumas já deixaram a prisão.

Além de corrupção envolvendo fiscais do Ministério da Agricultura e produtores, a investigação encontrou indícios de adulteração de produtos e venda de carne vencida e estragada. Das 21 fábricas investigadas, 18 ficam no Paraná. Em Mato Grosso, não há nenhuma nessa lista.

Há ainda a suspeita de que partidos políticos tenham sido beneficiados com o pagamento de propina.
 
Confira nota enviada pela JBS:
 
"A JBS confirma que suspendeu, por três dias, a produção de carne bovina em 33 unidades das 36 que a empresa mantém no país. Para próxima semana, a Companhia irá operar em todas as suas unidades com uma redução de 35% da sua capacidade produtiva.  Essas medidas visam ajustar a produção até que se tenha uma definição referente aos embargos impostos pelos países importadores da carne brasileira. A JBS ressalta que está empenhada  na manutenção do emprego dos seus 125 mil colaboradores em todo o Brasil".
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.0%
23.7%
1.3%