22/03/2017 às 13h26min - Atualizada em 22/03/2017 às 13h26min

Autor da morte de fazendeiro tem mandado cumprido por tráfico internacional de drogas e armas

Agência da Notícia
Em continuidade as investigações do homicídio de um fazendeiro, na zona rural da cidade de São Felix do Araguaia, a Polícia Judiciária Civil descobriu um mandado de prisão em aberto, expedido pela Justiça Federal, contra mandante do crime, Fernando Jorge Rodrigues, 61, que também era procurado por condenação de crime de tráfico internacional de drogas e armas.

Fernando Jorge Rodrigues foi preso no dia 02 de março durante a operação “Zona Rural Seguro”, deflagrada pela Polícia Civil de São Felix do Araguaia, para cumprimento de oito mandados judiciais. Na ocasião, ele foi preso por força da ordem judicial de prisão temporária (30 dias), pelo crime de homicídio de um fazendeiro da região e tentativa de homicídio contra o funcionário da vítima.

No decorrer as investigações, a equipe de policiais civis do Núcleo Especializado de Confresa (NEC), em consulta no Banco Nacional de Mandados de Prisão, do Conselho Nacional de Justiça, identificou que Fernando Jorge Rodrigues, usava outra identidade de nome Fernando Jorge Bitencourt da Silva, conhecido como “Fernandão”, e em desfavor desse nome havia uma condenação de 9 anos de reclusão, pelo crime de tráfico internacional de drogas e armas.

O mandado de prisão expedido pelo juízo da 5ª Vara Federal da Comarca de Caxias do Sul (RS) foi cumprido por policiais civis da Delegacia de Polícia de Água Boa, em apoio à Polícia Civil de São Felix do Araguaia, no Presídio do município de Água Boa, onde Fernando Jorge encontra-se recolhido desde a operação “Zona Rural Seguro”.

Ao ser notificado da ordem de prisão, o preso assumiu que usava a identidade de Fernando Jorge Bitencourt da Silva, e por conta disso também responderá por falsa identidade.

A Operação

Sete buscas e apreensão e um mandado de prisão temporária foram cumpridos, pela Polícia Judiciária Civil durante operação realizada no dia 2 de março, na área rural e urbana de São Félix do Araguaia (1.200 km a Nordeste), nas investigações do homicídio de um fazendeiro da região.

A operação resultou em seis pessoas presas e onze armas de fogo e centenas de munições apreendidas. Contra um dos presos, Fernando Jorge Rodrigues, 61, a Polícia Civil cumpriu um mandado de prisão temporária, de 30 dias.

O suspeito é apontado como mandante do homicídio que vitimou fazendeiro, Ademir de Oliveira Pires, ocorrido no dia 12 de outubro de 2016. Na ocasião, um funcionário da vítima também sofreu uma tentativa de homicídio.

Logo após o crime, a equipe de investigadores da Delegacia de São Félix do Araguaia iniciou as diligências, nas proximidades da propriedade da vítima. Após quatro meses de investigações, Fernando foi apontado como principal suspeito e mandante da execução.

Dois dias antes do crime, o suspeito havia discutido com a vítima, em razão de uma dívida que possuía com o fazendeiro, chegando a ameaçá-lo de morte. A consumação do homicídio aconteceu 48 horas depois, quando pistoleiros executaram o fazendeiro com um tiro na cabeça.

O fazendeiro e seu funcionário seguiam em uma caminhonete quando caíram na emboscada armada pelos suspeitos, em uma estrada de terra, próxima a sua propriedade, a 150 quilômetros de São Félix do Araguaia. O funcionário da vítima foi atingido com um tiro do pescoço, mas conseguiu assumir a direção do veículo e fugir.

Com a identificação dos suspeitos, o delegado de São Félix do Araguaia, Valmon Pereira da Silva, representou pelo mandado de prisão temporária contra Fernando e também contra os executores.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%