17/03/2017 às 06h41min - Atualizada em 17/03/2017 às 06h41min

'Um choque', diz mãe de menina que desapareceu ao brincar no rio Garças

G1-MT

A mãe da menina Cristiane Luz Landin da Costa, de 10 anos, que desapareceu há três dias no Rio Garças, em Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá, contou que recebeu com choque a notícia do desaparecimento da filha. Cristiane passeava com os tios e brincava em um banco de areia no rio quando foi levada pelas águas. Ela estava sem boia e sem colete salva-vidas. As buscas pela menina começaram no domingo (12).

“Foi um choque muito grande, ainda não sei lidar com a situação toda. Passo o dia medicada para conseguir suportar a dor”, afirmou a dona de casa Kátia Luz Landin, mãe de Cristiane ao G1. Segundo Kátia, a irmã e o cunhado dela haviam levado a menina para uma pescaria e, depois, resolveram tomar banho de rio.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o trio estava tomando banho quando o homem percebeu que a esposa e a sobrinha dela estavam se afogando.

Ele chegou a levar a mulher para uma região mais rasa e voltou para pegar a garota. Mas, como a esposa foi novamente para uma região mais funda, ele retornou para resgatá-la e, quando foi pegar a menina, ela já estava afundando.

Conforme a corporação, a menina estava com a tia e o marido dela, o único que sabia nadar, e todos eles estavam sem boia. O pai de Cristiane auxilia os bombeiros nas buscas, segundo Kátia. “Não tive condições de ir para lá. É uma dor muito grande”, afirmou.

As buscas pela menina continuam. De acordo com os bombeiros, a água está com uma cor escura devido às chuvas e o nível do rio está muito alto. Esses fatores têm dificultado o trabalho dos bombeiros.

O único desejo da mãe da menina é poder sepultar o corpo da filha. “Só peço a Deus para abençoar as buscas e trazerem o corpo da minha filha para um sepultamento digno”, declarou.

Segundo caso

Este é o segundo caso envolvendo criança desaparecida em rios de Mato Grosso. Recentemente, duas crianças desapareceram nas águas do Rio Guaporé, na cidade de Vila Bela Santíssima Trindade (521 km a Oeste de Cuiabá).

Os garotos, de 8 e 10 anos, sumiram no último dia 27 de fevereiro, quando pescavam com mais dois amigos.

A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar se realmente os meninos caíram na água.

Após 14 dias sem resultados, os bombeiros encerraram as buscas e a polícia levantou a hipótese de que as crianças possam ter sido devoradas por jacarés.

A Polícia Civil segue com as investigações, e ainda não há indícios do que possa ter acontecido com as crianças.

 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%