04/11/2012 às 14h33min - Atualizada em 04/11/2012 às 14h33min

Mina seca e pára cidade no interior de Mato Grosso por falta de água

Olhar Direto
Ribeirãozinho Net

O município de Ribeirãozinho, 464 km de Cuiabá, enfrenta a maior seca dos últimos anos e por conseqüência disso a falta de água. Ocorre que a cidade é abastecida por uma mina que praticamente secou com essa estiagem prejudicando a população de 2.700 habitantes. Não chove a 60 dias em Ribeirãozinho.

Os moradores reclamam que a falta de água acontece todos os dias. “Nós estamos sem água e as escolas do município estão parando por causa disso”, conta o morador Valdivino Antônio da Silva. Ele explica que comprou uma caixa d’agua com maior capacidade, porém não consegue enchê-la.

Alguns bairros de Ribeirãozinho estão sendo abastecidos com um caminhão-pipa. O prefeito Marcos Moreira (PSD) admite a falta de água e explica que Ribeirãozinho depende da mina porque os dois córregos da cidade (Ribeirãozinho e dos Bois) foram proibidos de abastecer a população devido à quantidade de ferro na água.

O prefeito informou que esteve em Brasília, em companhia do vereador Arlan Catulé (PMDB), entregando um projeto ao deputado federal Carlos Bezerra (PMDB), para construir uma estação de tratamento de água (ETA) e um reservatório no valor R$ 1,1 milhão em Ribeirãozinho. Cópia do projeto também foi protocolada na Secretaria das Cidades do Estado de Mato Grosso.

“A construção da ETA será a solução deste problema a médio e longo prazo para o município”, completou Marcos. A outra opção seria construir poços artesianos nos bairros ou captar água do rio Araguaia, todavia um projeto mais caro, porque o rio está a 11 km de Ribeirãozinho.


Notícias Relacionadas »
Comentários »