04/03/2017 às 13h39min - Atualizada em 04/03/2017 às 13h39min

Secretaria de Saúde repudia matéria publicada em site da região

O Repórter do Araguaia
Após matéria veiculada site “Agência da Noticia”, em data de 03/03/2017, intitulada “Polícia apreende van cheia de medicamentos sem nota fiscal que iam para hospital”, a Prefeitura Municipal de São Félix do Araguaia – MT, através da Secretaria de Saúde, publicou nota de repúdio contra as informações “leviana e deficiente”, além de mentirosa veiculadas na matéria do site, quando distorce uma série de informações da abordagem de uma Van com placas de Minas Gerais, durante uma ronda realizada pela Policia Militar de São Félix do Araguaia – MT.
 
O Repórter do Araguaia checou a veracidades dos fatos com as policias locais e diante de informações que além de mentirosa, a reportagem é também um desrespeito aos profissionais da saúde de São Félix do Araguaia, onde a Secretária Executiva, Rosane Faria, disse que o conteúdo do texto não é verdadeiro. “A prefeitura de São Félix do Araguaia trabalha com licitação para compra de medicamentos, um procedimento administrativo formal que tem como escopo proporcionar à Administração uma aquisição, uma venda, ou uma prestação de serviços da forma mais vantajosa, respeitando-se os princípios constitucionais da legalidade, isonomia, impessoalidade, moralidade e publicidade”, concluí Rosane. 
 
Além disso, o site citado acima vem tentando atacar o presidente do Legislativo Municipal; vereador Antonio Augusto Miranda (PP) e a prefeita Janailza Taveira Leite (SD), de forma rasteira, vêm postando informações falsas, para denegrir suas gestões municipais, gerando um fato político com o intuito de causar desgaste de suas imagens públicas, e ludibriar os cidadãos são-félixcenses.
 
Confira as mentiras:

Isso é mentira!

Segundo as informações do site, apenas quatro caixas de medicamentos, foram apresentados nota fiscal, seriam para abastecer o Hospital administrado pela Prefeitura Municipal de São Felix do Araguaia.

Isso é verdade!

Indagados sobre a nota fiscal dos demais medicamentos, o motorista as apresentou na delegacia de Policia Civil, prestou esclarecimentos do veículo, da mercadoria que não seria para abastecer o Hospital administrado pela Prefeitura Municipal de São Felix do Araguaia.

O Hospital Regional de São Felix do Araguaia, não é administrado exclusivamente pela prefeitura municipal, existe um Consórcio Intermunicipal de Saúde do Araguaia (CISA), com parcerias entre os municípios de Alto Boa Vista, Luciara e São Félix do Araguaia, para a realização de ações conjuntas, incrementando a qualidade dos serviços públicos prestados à população.


Isso é mentira!

A carga e o veículo continuam retidos e os ocupantes deverão responder pelo Crime Contra A Ordem Tributária, já que não declararam a entrada no estado desta mercadoria assim sendo transportada de forma ilegal, indevida e de procedência duvidosa.

Isso é verdade!

Na delegacia da Policia Civil, o condutor apresentou a documentação, a procedência da mercadoria e em seguida liberado.

Isso é mentira!

Membros da Prefeitura estiveram na Policia Civil e alegaram que sabiam sobre a compra do medicamento, mas que não sabiam que a entrega seria feita da forma flagrada pelos policiais.

Isso é verdade!

De acordo com informações, membros da Prefeitura não confirmaram que estiveram na delegacia de Policia Civil.

VALORIZAÇÃO DE VERDADE

Cabe a imprensa local, esclarecer as verdades, pois considero grave o fato de um veículo, que se pretende idôneo, apresentar texto baseado em apuração leviana e deficiente, no mínimo dos males. O desacato, portanto, não se restringe a minha pessoa, mas se estende ao público por macular o direito ao acesso à informação verdadeira, garantido pela Constituição Brasileira.

Esse mesmo site publica textos e fotos de vários profissionais, sem dar crédito ao material. Pior: assinam como se fosse produzido pelo próprio site deles, trocam somente o a manchete do texto. E fazem isso com material de muitos colegas. Esquecem que os direitos autorais devem ser preservados e que se apossar do que não é seu é crime. E são várias situações que me levaram ao ponto de "pedir que dêem crédito a quem tem direito". Independente do "tamanho" da informação que apura, ela deve ter o devido crédito.

Sabemos que tudo isso parte de vingança, através de notícias distorcidas, pela insatisfação de não se conseguir um contrato da Prefeitura e Câmara Municipal, como é de costume a conseguir com prefeitos anteriores.

As informações distorcidas cabem aos assessores jurídicos das atuais gestões tomarem as providências jurídicas e legais para o esclarecimento dos fatos, inclusive contra o veículo de imprensa que publicou as informações sem analisaram detidamente os fatos e documentos.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%