18/01/2017 às 18h58min - Atualizada em 18/01/2017 às 18h58min

Prefeito eleito no Araguaia é investigado pelo TRE por abuso de poder econômico e caixa dois

O documento
O novo prefeito de Querência/MT, Fernando Gorgen, pode ter o início de seu mandato complicado por problemas com a Justiça Eleitoral. Ele é implicado em cinco Ações de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), suspeito pela prática de caixa dois, abuso de poder econômico e captação ilícita de sufrágio.

As ações, que variam desde a compra de pesquisas eleitorais à compra de votos de indígenas, foram instruídas com indícios que podem comprometer a situação política de Gorgen. Em uma delas, o representante de um partido político aliado confessou ao Ministério Público Eleitoral (MPE) que tanto ele quanto todos os dirigentes dos partidos que apoiaram a candidatura de Gorgen receberam dinheiro de caixa dois na campanha.

Outra situação complicada envolve um parecer técnico do TRE/MT, que teria apurado que cerca de 1 milhão de reais teriam sido omitidos da prestação de contas, o que caracterizaria abuso de poder econômico. O teto de gastos para campanhas à prefeitura de Querência/MT, estabelecido pelo TSE, não poderia ultrapassar o valor de R$ 733.683,42. (Veja em http://www.justicaeleitoral.jus.br/arquivos/limite-de-gastos).

Fernando Gorgen já foi prefeito de Querência em outros dois mandatos, e atualmente responde a mais de 30 trinta processos, entre execuções fiscais, ações de improbidade administrativa e ações civis públicas
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.4%
5.2%
18.2%
75.2%