14/01/2017 às 13h02min - Atualizada em 14/01/2017 às 13h02min

Ação conjunta entre Delegacias recupera 61 cabeças de gado roubado

Polícia Civil
A Polícia Judiciária Civil recuperou 61 cabeças de gado de 74 roubados de uma propriedade rural, no município de Poconé. A investigação foi desenvolvida pelas Delegacias de Roubos e Furtos de Cuiabá e Várzea Grande, Delegacia de Poconé, com apoio das Regionais da Polícia Civil de Cáceres  e Pontes e Lacerda. As diligências iniciaram no domingo (08) e seguiram até terça-feira (10).

O gado foi localizado depois da prisão em flagrante de duas pessoas pelo crime de roubo. Onze cabeças de gado foram recuperadas, no domingo, em uma fazenda no município de Cáceres. Outras 35 em Pontes e Lacerda, em uma fazenda; 5 bovinos encontrados dentro de um caminhão boiadeiro, abandonado nas proximidades da BR 070 e mais 10 cabeças encontradas, em Cáceres, na terça-feira (10).

Ação criminosa iniciou na sexta-feira (06.01) e foi finalizada na madrugada de domingo (08), quando a Polícia Civil foi acionada e também iniciou as investigações, passando mais de 36 horas em campo para recuperação dos animais.

O delegado de Poconé, Olímpio da Cunha Fernandes Junior, explicou que os criminosos, cerca de 10 pessoas armadas, invadiram a fazenda e mantiveram presos o caseiro e sua família na sede da propriedade, sendo vigiados, enquanto caminhões boiadeiros contratados retiravam os animais do local.

A Delegacia de Roubos e Furtos de Cuiabá foi acionada para apoio os trabalhos investigativos e logo chegou ao cabeleireiro, W. S. R, em Cuiabá, que está envolvido no roubo. Com ele, os policiais encontraram algumas ferramentas roubadas como 1 motosserra e uma máquina de lavar, esmeril e outras.

De acordo com a Derf Cuiabá, após a identificação do cabeleireiro foi possível chegar a um dos mentores da quadrilha que roubou o gado. Trata-se de S. A., morador de Várzea Grande, mas localizado na região de Cáceres por policiais da Regional da PJC.

 As investigações continuam pela Delegacia de Poconé, que trabalha na identificação de todos os membros da organização criminosa.

 

 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.4%
5.2%
18.1%
75.3%